Pular para o conteúdo principal

O Plano dos bebês brancos - atitudes sustentáveis


E antes que vocês achem esse nome politicamente incorreto, ele vem de uma movimento de jovens holandeses na década de 60, os Provos, que acreditavam na ação comunitária e libertária como uma maneira de mexer e mudar o statos quo. O nome pelo que vi na internet, veio em contraponto às galinhas azuis (maneira como eram conhecidos os policiais holandeses). Eles começaram espalhando galinhas brancas. E depois vieram outras ações "brancas". Uma delas se espalhou pelo mundo, não bem como eles imaginavam, mas hoje se vem bicicletas à disposição de muitas pessoas mediantes uma pequena taxa ou inscrição. O que eles imaginavam era um pouco (bem) diferente nos planos brancos. Veja AQUI


Enfim, o Rafael Renehr é um médico, super gente fina, que acredita em ações concretas e comunitárias para sensibilizar e transformar o mundo. E com o nascimento do Conrado, seu segundo filho, ele está propondo as ações abaixo, que achei fantásticas e quis compartilhar com vocês porque:


_ Estamos comemorando o Natal. Que é : O nascimento de uma criança. E se a gente fizer essa comemoração com algumas das ações propostas pelo Rafael ? O que acham ? E adoraria se contassem aqui, nos seus blogs, por e-mail o que vocês fizeram para que esse nascimento fosse um hino ao crescimento de todos nós. 




O Plano dos Bebês Brancos (uma homenagem ao nascimento do Conrado)

Levando em conta que o nascimento de um bebê quase sempre é uma festa (mas sempre é um evento digno de nota), que mexe com a vida da família, amigos e muitas vezes vizinhos, pensamos em aproveitar este momento para mobilizar essa pequena multidão em direção a algo proveitoso para o bem de todos.

Cada vez que um bebê nascer, e como prova de que este bebê é bem-vindo e que a comunidade em torno dele está preparada para recebê-lo, nutri-lo e ajudá-lo a desenvolver de forma sustentável, os pais, a família, os vizinhos e amigos devem formar uma equipe que deverá, no menor tempo possível, concluir as seguintes tarefas:

1. Plantar uma árvore e dar a ela o nome do recém-nascido

2. Escrever uma canção em homenagem ao bebê ou então, pelo menos, cantar uma canção para o bebê, em alto e bom som - esta vai ser, por alguns anos, "a música do bebê"

3. Fazer a doação de uma ou mais horas de trabalho comunitário - por pessoa - para ajudar o bairro ou localidade a se desenvolver de forma equânime e sustentável - o trabalho pode ser algo como manutenção de uma praça ou parque, ensinar algo em uma escola do bairro, de forma voluntária, ajudar a preparar uma festa comunitária ou ainda bolar uma iniciativa do tipo “cachorro-quente nas tardinhas de sexta”, na pracinha do bairro, para as crianças que estão por lá brincando - cada pessoa que espontaneamente fizer algo nas próximas semanas e dedicar ao bebê, deve comunicar aos pais para que estes possam registrar o ato e, um dia, comunicar ao bebê o que foi feito na comunidade em homenagem à sua chegada

4. Pelo menos 5 pessoas ligadas ao bebê precisam sair do conforto e da inércia e se dedicar a aprender algo novo. Isso pode ser algo como fotografar, cozinhar ou até mesmo - porque não - aprender a trocar fraldas ou dar banho em bebês. Estas pessoas deverão então escrever uma cartinha ao bebê, contando como foi a experiência de ter aprendido algo novo. O bebê guardará as cartinhas para ler quando for maior. Elas serão a prova de que o ser humano sempre pode aprender mais, bastando para isso um bom estímulo


Toda vez que esse ritual se repetir, a cada novo nascimento, estaremos cantando em coro a convivialidade e o pedaço em nós que nos faz humanos. 

Este "plano" é open-source, pode ser replicado por qualquer família ou grupo de amigos, foi inspirado no coletivo PROVO, de Amsterdam e foi preparado especialmente para o encontro do grupo Amadores de Palavras, em homenagem ao meu filho recém-nascido, Conrado.

Quem é Rafael Reinehr - autor dessas palavras aí de cima

Comentários

Postar um comentário

Sua opinião é super importante para nós ! Não nos responsabilizamos pelas opiniões emitidas nos comentários. Links comerciais serão automaticamente excluídos

Postagens mais visitadas deste blog

Ideias de como usar nichos para decorar seus espaços

Aproveitando nichos para decorar sua casa ou seu escritório. 

Veja algumas ideias interessantes de como fazer desde pequenos detalhes que enfeitam até aproveitamento de vãos que guardam objetos e auxiliam na organização.

Simplicidade:A elegância mora nos detalhes e na síntese. Um rasgo bem usado, sem maiores excessos, apenas salientado pelo uso de cor e pequeno detalhe em madeira. Atentem para a iluminação nas laterais e em como o rodapé acompanha o rasgo.

Gavetas e detalhes que fazem diferença na cozinha

Organizar. Sempre um desafio na hora de planejar móveis e espaços. E um dos locais onde mais precisamos de locais coringas para guardar coisas são nas nossas cozinhas. 
Haja gavetas, nichos, cantinhos que podem ser aproveitados para os mais diversos usos. Separei algumas ideias para inspiração Aproveitando rodapés: Muitos colegas tem optado por fazer os rodapés de armários de cozinha em alvenaria e revestir a frente com pedras ou cerâmicas. É uma solução pratica principalmente pela limpeza e umidade. Mas se sobrar espaço e a opção for usar rodapés, eles podem ser usados para guardar várias coisas. (Confesso que não sei se são o melhor local para guardar vinhos, mas quem sabe...)   Porta trecos e panos de prato: Eles são super práticos porque aproveitam espaços pequenos e estreitos e guardam aquelas coisas meio feias quando ficam à vista. Não recomendo guardar panos de prato úmidos. E esse porta facas abaixo, ao lado do fogão, é super prático!  
Outro exemplo de aproveitamento de canto par…

10 ideias de almofadas e afins para gateiros

Festas....fiquei aqui arquitetando postagens bem suaves e lindas para esses momentos. Hoje resolvi brindá-los com 10 adoráveis ideias para almofadas, pesos de porta, mobiles e outras utilidades para amantes de gatos.

Nós, os gateiros, somos uma população em ascensão no mundo. Esses seres peludos, cheios de personalidade e amor próprio nos arrebatam. Adoramos mimá-los. E eles adoram que a gente os mime....uma parceria perfeita

1- Petit Pois e gatos. Uma dupla perfeita. Ambos sempre elegantes e cheios de charme! 
2- Mobile. Adoro! Mesmo já crescida, acho que não precisam ser só adorno de quartos infantis (meu lado criança, fazer o que????). Esse aí de cima, por exemplo, achei um mimo. 
3- Quem não ia querer entrar nessa casa tão felinamente convidativa??? Quero um para a minha porta! 
4- Patchwork e gatos!!! Tudo a ver também. lembra borralho, fogo, casa da vó e tudo isso lembra aconchego. E nada mais aconchegante que a figura de um gato, pachorrento, deitado ao pé do fogo. (Gateiros enten…

Interno I - escada como elemento formal destacado

A escada como elemento formal de ligação entre os dois andares desta reforma que o escritório do arquiteto italiano Alfredo Vanotti executou chama a atenção pela beleza e fluidez.Feita em ferro e pintada em branco ela não apenas é ponto focal, como serve de divisória para os espaços de estar e cozinha.
O espaço amplo servia de escritório e agora abriga área social no térreo e dormitório com banheiro no piso superior. Tudo isso em um estilo enxuto e ao mesmo tempo aconchegante.Coerente com a proposta do arquiteto de que a sua arquitetura deve falar por si mesma.
Nos siga também nas redes sociais
TwitterFlipboardFacebookInstagramPinterest