Pular para o conteúdo principal

Dia sem carro - um hábito

Dia para se conscientizar da necessidade de diminuir o uso do transporte individual nas cidades, o 22 de setembro, deve ser acima de tudo uma reflexão das alternativas existentes. Sim porque para se deixar o carro em casa é preciso que se tenha um meio de locomoção viável e seguro, seja coletivo seja individual. Para usar as bicicletas é preciso a construção de ciclovias seguras que não rivalizem com as vias de carros e portanto não ponham em perigo a vida das pessoas. 


Porto Alegre, dentro da realidade brasileira, é uma cidade razoavelmente bem servida de transporte público, mas ainda falta muito para que as pessoas se acostumem a deixar seus carros em casa. 


Eu pessoalmente aplaudo a iniciativa, mas eu a pratico bem mais do que apenas em um dia. Se não tenho absoluta necessidade, não tiro meu carro da garagem. E uso as pernas. 

Atualizando, leio nos jornais que está tendo inicio a construção de uma ciclovia em Porto Alegre. E na rota de uma importante universidade que gera um trafego imenso em horas de pico (ou rush). Acho muito bacana. Antes tarde do que nunca. Mas devo confessar que nunca aprendi a andar de bike (ninguém é perfeito...)


As nossas politicas urbanas quase sempre tem privilegiado grandes avenidas, viadutos e o adensamento populacional. E o transporte coletivo fica em segundo plano. Talvez o que nos salve ainda seja no futuro a cura pela doença. Com tanto carro nas ruas, tem horas que já nem dá para andar neles. E estacionar então ! Em alguns locais ainda contamos com parquímetros, mas em outros é expressamente proibido estacionar para que o fluxo ande...


Soluções ? Pensar n vezes antes de tirar o carro da garagem,usa-lo de maneira racional, dar caronas, andar de ônibus, de lotação (aqueles micro ônibus que são mais confortáveis que os ônibus e que servem uma população acostumada ao carro particular). E repensar aquela história de que carro é status e tem que ser trocado a cada ano. Carro é transporte. E cada vez mais é luxo.  

Comentários

  1. Tem dias que vamos a pe no shopping... estamos fazendo isso cada vez mais na verdade, ate por que agora o tempo deixa a gente caminhar nas ruas né.
    Mas ainda nao consigo viver quase completamente sem carro.
    beijos
    PS: cliquei mais hoje... depois me avisa se ta dando certo.

    ResponderExcluir
  2. Eu também tenho procurado ir ao Tottal aqui pertinho sem carro, e de quebra ainda passo na Gonçalo de Carvalho.
    Pequenas ações como essas já ajudam. Se todos fizessem seria já uma ajuda.
    Vou conferir, cada vez que passo no teu estou clicando

    beijos
    Elenara

    ResponderExcluir
  3. Amiga,

    Sou uma caminhante ativa, mas aqui em SP estou evitando ruas de tráfego intenso de automóveis depois de quase ter sido atropelada (atravessando a faixa de pedestres).

    Um Lindo Dia!
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  4. Tem que mudar urgente essa mentalidade voltada para o carro e educar a população para que aprendam que o pedestre sempre tem prioridade. E se possível na única forma que obedecem, no bolso.
    Abraços

    ResponderExcluir
  5. Eu tive que segurar o carro.Eu devia estar invisível.
    E você está certa.O pessoal só vai obedecer se houver um prejuízo financeiro.O problema depois é a falta de fiscalização.

    Vamos vivendo.

    Abraços

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Sua opinião é super importante para nós ! Não nos responsabilizamos pelas opiniões emitidas nos comentários. Links comerciais serão automaticamente excluídos

Postagens mais visitadas deste blog

10 ideias para adiantar o Natal

Quando tinha uns dez anos (faz tempo...) fiz um trabalho escolar de arte e propaganda. Minha ideia foi um Papai Noel adiantado, que vinha pela metade do ano para aproveitar um xis produto que não lembro qual era. Meu pai, como todo pai babão, super me elogiou e nunca esqueci por isso. Nem lembro a nota que tirei na escola. Naquela época, década de 60, o Natal começava em dezembro. Meados de dezembro. Quando eu iria imaginar que estava sendo profética e que talvez, daqui uns tempos, o Natal nem passe. Emende com outras festas. Agora já convive o tal de ralouin que é em outubro.



Natal me lembra luz. Um paradoxo entre verão, calor e imagens de muita neve e comidas quentes. Me lembra canela, bolachinhas alemãs que minha mãe fazia e que eu podia cortar as massinhas e ajudar a confeitar. Árvore sendo montada e presépio

Separei dez ideias que achei bem bacanas de enfeites e árvores que podem ser montadas de forma simples e bem criativa.


1- Do blog da Renata Tomagnini achei estas charmosas dob…

Ideias de como usar nichos para decorar seus espaços

Aproveitando nichos para decorar sua casa ou seu escritório. 

Veja algumas ideias interessantes de como fazer desde pequenos detalhes que enfeitam até aproveitamento de vãos que guardam objetos e auxiliam na organização.

Simplicidade:A elegância mora nos detalhes e na síntese. Um rasgo bem usado, sem maiores excessos, apenas salientado pelo uso de cor e pequeno detalhe em madeira. Atentem para a iluminação nas laterais e em como o rodapé acompanha o rasgo.

Como utilizar cortinas na decoração

Hoje temos postagem de convidados. O Cesar Fernandes da Tibério Construtora
vai nos falar sobre como utilizar cortinas na decoração.


Cortinas são fundamentais para diversos ambientes do seu lar. Além de transmitir uma sensação de amplitude ajudam a controlar a entrada de luz. E ainda dão um up no visual de qualquer ambiente. A decoração com cortinas pode parecer óbvia, mas é uma das formas mais práticas de renovar um ambiente.
Tamanho Para causar uma sensação de amplitude invista nas cortinas que começam pelo menos 15 cm antes da borda da janela e vão até o chão. Na verdade o tamanho vai depender muito do ambiente. Há casos em que pode-se usar todo o vão da parede. A altura que ela fica do piso da sua casa pode ser de sua escolha mas como o objetivo é dar um ar de maior extensão para a parede, recomenda-se que fique junto ao piso. Leve em conta que há tecidos que podem encolher em lavagens. As vezes é melhor fazer um pouco maiores para que não fiquem pequenas na manutenção. 
CoresNão exis…

Gavetas e detalhes que fazem diferença na cozinha

Organizar. Sempre um desafio na hora de planejar móveis e espaços. E um dos locais onde mais precisamos de locais coringas para guardar coisas são nas nossas cozinhas. 
Haja gavetas, nichos, cantinhos que podem ser aproveitados para os mais diversos usos. Separei algumas ideias para inspiração Aproveitando rodapés: Muitos colegas tem optado por fazer os rodapés de armários de cozinha em alvenaria e revestir a frente com pedras ou cerâmicas. É uma solução pratica principalmente pela limpeza e umidade. Mas se sobrar espaço e a opção for usar rodapés, eles podem ser usados para guardar várias coisas. (Confesso que não sei se são o melhor local para guardar vinhos, mas quem sabe...)   Porta trecos e panos de prato: Eles são super práticos porque aproveitam espaços pequenos e estreitos e guardam aquelas coisas meio feias quando ficam à vista. Não recomendo guardar panos de prato úmidos. E esse porta facas abaixo, ao lado do fogão, é super prático!  
Outro exemplo de aproveitamento de canto par…