Pular para o conteúdo principal

Casa com pequena pegada de carbono e forma criativa

Vi nesse site essa casa que tem uma pegada de carbono muito pequena e ela me chamou a atenção pelo seu aspecto estrutural bastante diferenciado. Projeto do escritório do Arquiteto Adrian James   de Oxford, Inglaterra. O telhado curvo maximiza o espaço interno e as grandes esquadrias em vidro aproximam a bela vista do interior. 


Muswell House






Fui ler mais sobre o trabalho desse escritório e, segundo o seu site, todas as decisões de projeto são baseadas em alguns princípios sustentáveis básicos
  • Pegada de carbono e redução de resíduos - A mais obvias das melhorias e que cobrem a redução no consumo de energia e no desperdício, seja na construção e na ocupação. Algumas medidas simples podem ajudar a conseguir esse resultado : Ventilação natural, iluminação natural, controle solar, isolamento, controles de iluminação, recuperação de calor de ventilação, troca de calor Geo-térmico, produção combinada de calor e geração de energia, aproveitamento de águas pluviais, energia eólica e segregação de resíduos e reciclagem

  • Biodiversidade e materiais de baixo impacto - Uso de telhados verdes, drenagem sustentável, uso de materiais reciclados, de origem local e  sustentáveis, pré-fabricação são algumas das decisões que norteiam esse aspecto.
  • Saúde e bem-estar - um edifício e seus sistemas operacionais podem ter um impacto importante sobre a saúde física e mental de seus ocupantes. A ventilação e iluminação natural, e contratação de mão de obra local podem auxiliar no bem estar geral. 


Outros projetos do escritório
  • Longevidade e flexibilidade -Embora o ideal fosse não construir, pode haver necessidade de novos edifícios, e nesse caso eles devem ser de fácil execução, de baixa manutenção e serem adaptáveis com o passar dos anos. A capacidade de um edifício bem sucedido para se adaptar e sobreviver depende da boa vontade dos seus proprietários. E de algumas decisões de usar materiais de baixa manutenção e duráveis, de um planejamento eficiente e acima de tudo de uma concepção humana, de uma arquitetura poética

Comentários

  1. Concordo com todos os aspectos de sustentabilidade, requisito fundamental à qualquer bom projeto de arquitetura.

    Os prédios são ecologicamente corretos, eficientes e têm uma estrutura interessante, mas não me agradam.

    Acredito que faltou poesia, faltou um outro requisito básico à um bom projeto: a habilidade de emocionar.

    ResponderExcluir
  2. Pois eu gostei plasticamente deles. Achei bem interessantes, me lembraram o aspecto fabril inglês e por isso os achei bem inseridos no seu meio ambiente. Mas a emoção é algo muito subjetivo e particular. Eu, por exemplo, admiro a técnica de Van Gogh, mas ele não me emociona.
    Abraços

    ResponderExcluir
  3. Verdade, emoção é muito subjetivo e particular. Pensando no estilo fabril, faz até mais sentido essa estética.

    Fiz essa crítica porque tem vezes que me sinto muito incomodado, de ver projetos sustentáveis (até com certificação LEED platinum) mas que não têm bom cuidado estético.

    ResponderExcluir
  4. É verdade, tem uns horríveis mesmo. Sou otimista, acho que com o tempo os projetos vão começar a conciliar beleza, sustentabilidade, economia e criatividade.
    Abraços

    ResponderExcluir
  5. Tomara que sim! Vamos ficar na torcida!
    Um abraço

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Sua opinião é super importante para nós ! Não nos responsabilizamos pelas opiniões emitidas nos comentários. Links comerciais serão automaticamente excluídos

Postagens mais visitadas deste blog

Ideias de como usar nichos para decorar seus espaços

Aproveitando nichos para decorar sua casa ou seu escritório. 

Veja algumas ideias interessantes de como fazer desde pequenos detalhes que enfeitam até aproveitamento de vãos que guardam objetos e auxiliam na organização.

Simplicidade:A elegância mora nos detalhes e na síntese. Um rasgo bem usado, sem maiores excessos, apenas salientado pelo uso de cor e pequeno detalhe em madeira. Atentem para a iluminação nas laterais e em como o rodapé acompanha o rasgo.

Gavetas e detalhes que fazem diferença na cozinha

Organizar. Sempre um desafio na hora de planejar móveis e espaços. E um dos locais onde mais precisamos de locais coringas para guardar coisas são nas nossas cozinhas. 
Haja gavetas, nichos, cantinhos que podem ser aproveitados para os mais diversos usos. Separei algumas ideias para inspiração Aproveitando rodapés: Muitos colegas tem optado por fazer os rodapés de armários de cozinha em alvenaria e revestir a frente com pedras ou cerâmicas. É uma solução pratica principalmente pela limpeza e umidade. Mas se sobrar espaço e a opção for usar rodapés, eles podem ser usados para guardar várias coisas. (Confesso que não sei se são o melhor local para guardar vinhos, mas quem sabe...)   Porta trecos e panos de prato: Eles são super práticos porque aproveitam espaços pequenos e estreitos e guardam aquelas coisas meio feias quando ficam à vista. Não recomendo guardar panos de prato úmidos. E esse porta facas abaixo, ao lado do fogão, é super prático!  
Outro exemplo de aproveitamento de canto par…

10 ideias de almofadas e afins para gateiros

Festas....fiquei aqui arquitetando postagens bem suaves e lindas para esses momentos. Hoje resolvi brindá-los com 10 adoráveis ideias para almofadas, pesos de porta, mobiles e outras utilidades para amantes de gatos.

Nós, os gateiros, somos uma população em ascensão no mundo. Esses seres peludos, cheios de personalidade e amor próprio nos arrebatam. Adoramos mimá-los. E eles adoram que a gente os mime....uma parceria perfeita

1- Petit Pois e gatos. Uma dupla perfeita. Ambos sempre elegantes e cheios de charme! 
2- Mobile. Adoro! Mesmo já crescida, acho que não precisam ser só adorno de quartos infantis (meu lado criança, fazer o que????). Esse aí de cima, por exemplo, achei um mimo. 
3- Quem não ia querer entrar nessa casa tão felinamente convidativa??? Quero um para a minha porta! 
4- Patchwork e gatos!!! Tudo a ver também. lembra borralho, fogo, casa da vó e tudo isso lembra aconchego. E nada mais aconchegante que a figura de um gato, pachorrento, deitado ao pé do fogo. (Gateiros enten…

Interno I - escada como elemento formal destacado

A escada como elemento formal de ligação entre os dois andares desta reforma que o escritório do arquiteto italiano Alfredo Vanotti executou chama a atenção pela beleza e fluidez.Feita em ferro e pintada em branco ela não apenas é ponto focal, como serve de divisória para os espaços de estar e cozinha.
O espaço amplo servia de escritório e agora abriga área social no térreo e dormitório com banheiro no piso superior. Tudo isso em um estilo enxuto e ao mesmo tempo aconchegante.Coerente com a proposta do arquiteto de que a sua arquitetura deve falar por si mesma.
Nos siga também nas redes sociais
TwitterFlipboardFacebookInstagramPinterest