Pular para o conteúdo principal

Explicando a rotina de um Arquiteto para estudantes

Esses tempos eu recebi um pedido para responder um questionário escolar sobre Arquitetura para a filha de uma sobrinha. E hoje ao receber um e-mail perguntando sobre se vale a pena cursar Arquitetura, me lembrei de colocar aqui as respostas que dei naquela ocasião.

Como é a rotina de um arquiteto?
No meu caso, que trabalho como autônoma, ou seja, não trabalho para uma empresa, mas diretamente para o cliente final, a rotina se divide entre projetar no escritório e executar as obras. Para projetar preciso visitar o cliente, saber de suas necessidades, medir o local e se for o caso, saber o que a prefeitura exige para estar dentro das leis. Depois de tudo isso tenho que sentar e botar a cabeça a funcionar para achar a melhor solução. Isso as vezes demora, tem que desenhar muito e ir refinando até encontrar uma solução que seja do agrado do cliente e esteja dentro do seu orçamento.
Para executar as obras, tenho que fazer orçamentos, escolher uma boa equipe, acompanhar o cliente nas compras e assessorar a equipe de obras no local.   


Quais são as ferramentas que você mais usa?(ex:computador,caneta,papel...)
Além de MUITA pesquisa em livros, sites, etc, uso basicamente o computador que tem que ser bem potente porque os programas de arquitetura são pesados e exigem bastante da máquina. Caneta e papel sempre serão indispensáveis para anotar ideias e fazer croquis, que são desenhos bem esquemáticos das ideias.
Trena para medir, máquina fotográfica para registrar os espaços, celular para estar sempre em contato com os profissionais. Uma boa agenda com endereços de fornecedores é fundamental. Obs: Atualizando, diria que um smartphone bom e/ou um tablet são fundamentais.
Quais são os riscos da profissão?
São poucos os locais onde se consegue um emprego bom e bem remunerado, além disso tem poucos concursos para empregos estáveis. Um erro de projeto afeta o bolso do cliente e deve ser ressarcido. Além disso toda obra tem que ter uma (ART, anotação de responsabilidade técnica, perante o CREA que é o Conselho que regulamenta a profissão) uma RRT, registro de responsabilidade técnica, perante o CAU que é o conselho que regulamenta a profissão . Ela implica em responsabilidade profissional, civil, trabalhista, ou seja, é preciso que se seja muito responsável com o que se faz.  

OBS: Depois que escrevi essa post os arquitetos conseguiram ter seu próprio Conselho Profissional, uma luta de décadas.

Quais são os benefícios da profissão?
Fazer as pessoas se sentirem felizes com espaços mais belos e mais funcionais, é muito gratificante. Como é uma profissão que exige muitos conhecimentos, os arquitetos se tornam profissionais bastante polivalentes e isso é muito bom em um mercado de trabalho que está sempre mudando.

Qual é o local de trabalho mais usado?
Qualquer um que aguente um bom notebook e banda larga. Hoje pode-se trabalhar em qualquer local. Mas normalmente é bom ter um espaço para colocar livros e documentos, e isso pode ser inclusive na sua casa. Muitos arquitetos trabalham em casa. 
O que você mais gosta na profissão?
Poder realizar sonhos das pessoas e ao mesmo tempo expandir a criatividade.

O que você menos gosta na profissão?

A pouca segurança financeira e o pequeno valor pago aos honorários de projeto. E também depender de terceiros na execução das obras, a gente tem que quebrar galhos e resolver problemas que nem sempre a gente cometeu e isso é desgastante.

Bem, aí vai explicado de maneira bem simples e direta um pouco da rotina de um arquiteto profissional liberal. Lógico que existem muitos campos na Arquitetura que é uma profissão bastante complexa. Mas seja lá em que campo se for atuar, o mais importante é ter paixão por criar, é ter tenacidade para buscar a melhor resposta, é ter curiosidade de saber como funciona e ter a inquietude de procurar sempre. 
"Um arquiteto tenta projetar espaços com razão e sensibilidade.
Tenta transformar sonhos de vida em paredes e cores, luzes e nuances que se tornarão realizáveis com o passar das horas de um dia. Um arquiteto tenta conceber aquilo que se antevê apenas em sonhos. "
Arq. Elenara Stein Leitão
 

Comentários

  1. não encontrei explicação melhor. muito bom! parabéns! você deve ser uma excelente profissional. ganhou uma admiradora! :)

    ResponderExcluir
  2. Quanto amor nas suas palavras.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Eu realmente gosto do que faço, Nô.

    Beijos e obrigada

    Elenara

    ResponderExcluir
  4. Compartilho contigo e te felicito.
    Tanise

    ResponderExcluir
  5. NOSSA! FANTÁSTICO!

    pesquisei em muitos lugares e só encontra muitos textos cheios de "frufrus" e que não respondiam em nada minhas duvidas

    gosto muito de arquitetura... de bolar espaços e tudo o mais

    mas não consigo gostar da burocracia
    o que eu posso fazer?
    fazer arquitetura e trabalhar em sociedade? ou tem alguma area ou curso que se volte só pra parte boa , que é a arte?

    um abraço e tudo de bom pra vc!

    ResponderExcluir
  6. Olha, se tu achar um jeito de só trabalhar com a parte boa me avise. Tudo na vida tem a parte que fluiu que é leve e apaixonante. E a parte burocrática. Sabedoria é saber disso, e saber conviver com as duas, reunindo energia na boa para levar a menos boa,
    Boa sorte !
    Abraços

    ResponderExcluir
  7. pesquisei mt na net, videos no youtube e vi mttttt gente reclamando que na faculdade é T E R R I V E L . comer mal , não ter tempo , dormir mt tarde passar a madrugada nas maquetes ..vi mt gente chamando de Arquitortura.... bom eu sou mt nova mais queria cursar arquitetura no futuro , só que pelo jeito vou escolher outra coisa . vale mesmo apena ? é tão ruim quanto falam ?

    ResponderExcluir
  8. Natália, sim a rotina de um estudante de arquitetura é cheia de noites mal dormidas, de MUITO trabalho, de algumas frustrações. Mas...os que gostam da profissão entendem que isso faz parte do processo. Por isso, segue a voz do teu coração. Se ler tudo isso te arrepia, vai em busca de outra coisa. Se ainda assim tu sentir que o TEU caminho, abraça com paixão. Abraços e boa sorte

    ResponderExcluir
  9. Elenara, obrigada por compartilhar a rotina de um Arquiteto. Eu estou pensando em cursar Arquitetura e seu texto foi simplesmente o melhor que achei na net, e olha que eu pesquisei muito hein rs.
    Em toda profissão nos deparamos com contratempos que precisam de paciência e vontade para serem resolvidos, mas isso não tira o seu brilho.
    Eu já me vejo como Arquiteta e tenho certeza que futuramente vamos trocar figurinhas.
    Boa sorte na sua profissão.
    Bjos

    ResponderExcluir
  10. Parabéns, foi o texto mais esclarecedor que li. Todos os outros parecem um texto padrão. Obrigada.

    ResponderExcluir
  11. Angelica e asiana, obrigada pelos comentários. É sempre bom contar com a opinião de vocês. Abraços

    ResponderExcluir
  12. Oi Elenara, tudo bem?? Realmente muito obrigada, vc me ajudou muito. Eu amo Arquitetura, sei que o dia a dia da profissão é difícil, mas acho que um risco muito maior é fazer o que não gosta apenas por dinheiro, risco de frustração. Então estou decidida a entrar nesse curso, simplesmente porque não me vejo fazendo nenhum outro, minha pergunta é: você faria de novo Arquitetura? Mesmo com todos os perrengues e dificuldades? É isso, obrigada e sucesso sempre!

    ResponderExcluir
  13. Puxa Bárbara, tu me fez parar e pensar. Bastante. Tanto que vou te responder na postagem de hoje (11/11/2015). Sim, acho que faria sim Arquitetura de novo, mas faria algumas coisas diferentes. Quer ver quais? Tá lá no blog. E super obrigada pela pergunta. Sucesso nas tuas escolhas. Beijos, Elenara

    ResponderExcluir
  14. Ótimas palavras! Parabéns e que tudo melhore a cada dia em sua vida!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Sua opinião é super importante para nós ! Não nos responsabilizamos pelas opiniões emitidas nos comentários. Links comerciais serão automaticamente excluídos

Postagens mais visitadas deste blog

10 ideias de almofadas e afins para gateiros

Festas....fiquei aqui arquitetando postagens bem suaves e lindas para esses momentos. Hoje resolvi brindá-los com 10 adoráveis ideias para almofadas, pesos de porta, mobiles e outras utilidades para amantes de gatos.

Nós, os gateiros, somos uma população em ascensão no mundo. Esses seres peludos, cheios de personalidade e amor próprio nos arrebatam. Adoramos mimá-los. E eles adoram que a gente os mime....uma parceria perfeita

1- Petit Pois e gatos. Uma dupla perfeita. Ambos sempre elegantes e cheios de charme! 
2- Mobile. Adoro! Mesmo já crescida, acho que não precisam ser só adorno de quartos infantis (meu lado criança, fazer o que????). Esse aí de cima, por exemplo, achei um mimo. 
3- Quem não ia querer entrar nessa casa tão felinamente convidativa??? Quero um para a minha porta! 
4- Patchwork e gatos!!! Tudo a ver também. lembra borralho, fogo, casa da vó e tudo isso lembra aconchego. E nada mais aconchegante que a figura de um gato, pachorrento, deitado ao pé do fogo. (Gateiros enten…

13 ideias para quem ama gatos

Há pouco passou uma sexta feira. Era 13. Gosto das sextas feiras. Gosto do 13. Gosto dos gatos. Gosto dos gatos pretos, esses que tanto foram perseguidos como companheiros de bruxas.

Gatos são da casa -repetem como mantra os que não conhecem os gatos. Os gatos são deles mesmos. E de quem os conquistar. Ou de quem eles resolverem amar. 

Amor de gato é diferente do amor de cão. E não menos dramático. Gatos não toleram atrasos. Não aceitam menos que a nossa entrega. De preferência sem muito chamego, a não ser na hora que desejam. 

Gatos são hedonistas por natureza. Existem para viver com languidez e serem acariciados. Mimados. Paparicados. Gatos são aristocratas. Mesmo que revirem latas de lixo. 

Desconfiem da humildade felina. Ao primeiro toque de boa vida, se tornam preguiçosamente orgulhosos.   
“Um gato vive um pouco nas poltronas, no cimento ao sol, no telhado sob a lua. Vive também sobre a mesa do escritório, e o salto preciso que ele dá para atingi-la é mais do que impulso para a cultu…

Como utilizar cortinas na decoração

Hoje temos postagem de convidados. O Cesar Fernandes da Tibério Construtora
vai nos falar sobre como utilizar cortinas na decoração.


Cortinas são fundamentais para diversos ambientes do seu lar. Além de transmitir uma sensação de amplitude ajudam a controlar a entrada de luz. E ainda dão um up no visual de qualquer ambiente. A decoração com cortinas pode parecer óbvia, mas é uma das formas mais práticas de renovar um ambiente.
Tamanho Para causar uma sensação de amplitude invista nas cortinas que começam pelo menos 15 cm antes da borda da janela e vão até o chão. Na verdade o tamanho vai depender muito do ambiente. Há casos em que pode-se usar todo o vão da parede. A altura que ela fica do piso da sua casa pode ser de sua escolha mas como o objetivo é dar um ar de maior extensão para a parede, recomenda-se que fique junto ao piso. Leve em conta que há tecidos que podem encolher em lavagens. As vezes é melhor fazer um pouco maiores para que não fiquem pequenas na manutenção. 
CoresNão exis…

Gavetas e detalhes que fazem diferença na cozinha

Organizar. Sempre um desafio na hora de planejar móveis e espaços. E um dos locais onde mais precisamos de locais coringas para guardar coisas são nas nossas cozinhas. 
Haja gavetas, nichos, cantinhos que podem ser aproveitados para os mais diversos usos. Separei algumas ideias para inspiração Aproveitando rodapés: Muitos colegas tem optado por fazer os rodapés de armários de cozinha em alvenaria e revestir a frente com pedras ou cerâmicas. É uma solução pratica principalmente pela limpeza e umidade. Mas se sobrar espaço e a opção for usar rodapés, eles podem ser usados para guardar várias coisas. (Confesso que não sei se são o melhor local para guardar vinhos, mas quem sabe...)   Porta trecos e panos de prato: Eles são super práticos porque aproveitam espaços pequenos e estreitos e guardam aquelas coisas meio feias quando ficam à vista. Não recomendo guardar panos de prato úmidos. E esse porta facas abaixo, ao lado do fogão, é super prático!  
Outro exemplo de aproveitamento de canto par…