MG08 habitação flexível

Imagem
Habitar uma casa movimenta uma série de sonhos e emoções. Possuir uma casa evoca ancestrais desejos de segurança. Mas nem sempre as necessidades permanecem as mesmas. As situações de fora e de dentro se modificam e pedem espaços que sejam flexíveis. A Maria Guerrero, também conhecida como MG08 em Madri, projetada pelo Studio Burr , foi pensada para ser uma habitação que possa ser transformada de acordo com essas novas necessidades dos moradores.   María Guerrero é uma casa que nasceu dividida em duas. Para poderem arcar com os custos de aquisição e construção, os habitantes deste empreendimento iniciam a sua vida neste espaço ocupando metade da casa e alugando a outra metade como habitação independente. Apesar da narrativa interessante, me pareceu muito com essas casas geminadas onde se coloca uma parede no meio, que pode ser removível se houver interesse em unir os espaços. Algo que já vem sendo usado e que, com um nome interessante, chama mais a atenção.  Segundo o site dos arquiteto

Arquitetura chilena - Olisur: Olive Oil factory





-->
Gosto de aproveitar essa época de Copa do Mundo para pesquisar e conhecer mais sobre a arquitetura dos países que são nossos adversários ou que sediam a Copa. Já fiz uma postagem sobre a Africa do Sul, os estádios da Copa em 3D e sobre o design coreano. (Tudo bem, eu sei que o Brasil jogou contra a Coréia do Norte, mas é difícil achar matérias sobre eles.) Tentei achar alguma matéria sobre a arquitetura da Costa do Marfim, mas foi quase impossível, mas minha amiga Ada fez uma bela pesquisa sobre esse pais que eu recomendo a leitura. Vejam AQUI

O Chile, nosso vizinho, tem uma série de bons exemplos para serem mostrados. Dentre eles gostei desse projeto de linhas simples, uma reinterpretacão da arquitetura anônima encontrada no vale central chileno. A fábrica utiliza energia geotérmica, iluminação e ventilação natural. Segundo os arquitetos, todos os materiais utilizados na produção do azeite são biodegradáveis.
Esta obra obteve a Medalha de Ouro na Bienal de Miami 2009 nos Estados Unidos e o segundo lugar no Concurso de Madeira CORMA (2008) 

Projeto  GH+A Guillermo Hevia Arquitecto
Colaboradores: Villalón Thomas, Guillermo Hevia García, Francisco Carrión G. Marcela Suazo M.
Local: Fundo de San José Marchihue, Região VI - Chile.
Área construída: 2800 m2
Ano de Construção: 2008
Materiais: madeira laminada, compensado de fibrocimento.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ideias de como usar nichos para decorar seus espaços

Gavetas e detalhes que fazem diferença na cozinha

10 ideias de almofadas e afins para gateiros