MG08 habitação flexível

Imagem
Habitar uma casa movimenta uma série de sonhos e emoções. Possuir uma casa evoca ancestrais desejos de segurança. Mas nem sempre as necessidades permanecem as mesmas. As situações de fora e de dentro se modificam e pedem espaços que sejam flexíveis. A Maria Guerrero, também conhecida como MG08 em Madri, projetada pelo Studio Burr , foi pensada para ser uma habitação que possa ser transformada de acordo com essas novas necessidades dos moradores.   María Guerrero é uma casa que nasceu dividida em duas. Para poderem arcar com os custos de aquisição e construção, os habitantes deste empreendimento iniciam a sua vida neste espaço ocupando metade da casa e alugando a outra metade como habitação independente. Apesar da narrativa interessante, me pareceu muito com essas casas geminadas onde se coloca uma parede no meio, que pode ser removível se houver interesse em unir os espaços. Algo que já vem sendo usado e que, com um nome interessante, chama mais a atenção.  Segundo o site dos arquiteto

Adaptando banheiros para a idade avançada


Quando os habitantes de uma residência vão envelhecendo é hora de pensar em algumas adaptações. O ideal é que banheiros já sejam projetados pensando num conceito de acessibilidade, mas na maior parte de nossas edificações isso ainda não acontece.

Algumas dicas de adaptação:
  • Colocação de barras de apoio ao lado do vaso sanitário.
  • Um descoberta pessoal, usar uma barra de apoio em frente ao vaso, no caso de banheiros estreitos, permite que a pessoa possa se apoiar para levantar.
  • Usar tapetes antiderrapantes.
  • Eliminar ou suavizar barreiras e degraus nos boxes
  • Usar barras de apoio no box e bancos para o banho. Existem modelos fixos ou móveis, a escolha vai depender de sua necessidade.
  • Usar duchinhas no chuveiro, e se for possível registros mono comandos do lado de abertura da porta do box
  • Não usar chaves no banheiro.

Comentários

  1. Olá! Ótimo assunto você escolheu. Eu gostaria de sugerir também esta adaptação para pessoas que tb sofrem de doenças o como parkinson e que tiveram AVC com lesões leves. Gosto deste blog! obrigado! Graziele Henke

    ResponderExcluir
  2. Obrigada Graziele,

    Por coincidência esse banheiro é utilizado por um portador de Parkinson (mas com poucos sintomas) e por uma pessoa que teve um AVC, mas sem sequelas. Vou aprofundar mais o estudo. Em principio teríamos que ter um acesso mais amplo para o box, para permitir cadeira de banho, e sem barreiras.

    Gostei da sugestão.

    beijos

    ResponderExcluir
  3. Ótimo post! Adorei!
    Tapetes anti derrapantes são ótimos.
    É ruim não ter um tapete no banheiro, ainda mais no inverno, e ainda mais em casos de idosos com gripe!
    Parabéns!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Sua opinião é super importante para nós ! Não nos responsabilizamos pelas opiniões emitidas nos comentários. Links comerciais serão automaticamente excluídos

Postagens mais visitadas deste blog

Ideias de como usar nichos para decorar seus espaços

Gavetas e detalhes que fazem diferença na cozinha

10 motivos para NÃO fazer arquitetura