Publicidade

Postagem em destaque

10 Lições que aprendi na faculdade de Arquitetura

Recebo algumas correspondências falando de como os leitores gostaram dessa ou de outra postagem aqui do blog. E sempre fico super feliz! É ...

2014/08/29

Desenho a mão livre - ferramenta essencial do arquiteto

Muitos estudantes perguntam sobre o curso de arquitetura, o que podem antecipar em saber para entrar na faculdade já com um cabedal de conhecimento que lhe facilite o aprendizado. Já expliquei a rotina de um arquiteto para estudantes e falei aqui sobre 10 lições para aprender arquitetura.   
Fonte
Mas se tivesse que escolher uma prioridade, o que aprender primeiro? Teoria, prática, CADs? Essa madrugada uma jovem perguntava em uma lista de arquitetura. Minha resposta? 

Treine o olhar. Comece pelas peças de tua casa. Desenhe a mão livre o teu quarto, procure perceber a escala/tamanho das coisas sem usar réguas. A verdadeira ferramenta do arquiteto se chama percepção espacial. Faça isso pelas ruas, olhe, sinta, perceba. Treine o cérebro. Desenhe a mão livre. Muito. Sente na rua e desenhe. Viaje.
Fonte
Grandes arquitetos fizeram seu repertório dessa forma - através da observação, de viagens pelo mundo, de um caderno companheiro, ou folhas soltas onde desenhavam. Suas mentes eram ensinadas a reconhecer as relações de espaço na vida real. Uma de minhas primeiras lições na faculdade de arquitetura foi desenhar minha casa, a mão livre, sem medir. Dela passei ao edifício, depois à cidade. Nesses nossos tempos de computação e programas CADs a nos auxiliar, urge treinar a mão, urge treinar o cérebro para que possamos realmente desfrutar dessas ferramentas que fazem quase tudo, mas não o principal. Elas não projetam por nós. A concepção real nasce dentro de nós, da nossa capacidade de ver o que não existe. Ainda. 

Fonte
E lendo um texto chamado Drawing Hand in the Age of Computers fica mais evidente a necessidade dos desenhos a mão nessa era de computadores. Ali eles fizeram uma interessante relação, mostrando duas etapas do processo projetual: Concepção representada por desenhos e a realização da obra, já com fotos da edificação pronta. Um desses exemplos é mostrado abaixo. 
Fonte
Acima um croqui representando a intenção do projeto feito por Brad Cloepfil. A obra é o "Sokol Blosser Winery Tasting Room", nos EUA. A comparação entre os traços livres que expressam o conteúdo que se pretende alcançar e a obra pronta mostra o quanto se aproximam. Experimente sentar em frente ao computador sem ter a ideia clara em sua cabeça do quer fazer, para ver o quanto o seu projeto demora a fluir. Ou se flui perde em densidade e certezas. Rascunhar livremente permite que as ideias balancem em nossas mentes, que possamos brincar e construí-las lá naquele espaço que só nós percebemos.



Fonte
Portanto, se eu posso dar um conselho seria: compre um caderno de desenhos, pode ser pequeno, se cerque de lápis e borrachas e saia pelo mundo a desenhá-lo. Quando viajar fotografe menos e desenhe mais. Não se importe se ficam belos e nem tente mostrá-los ao mundo. São seus. São seu meio de exercitar sua percepção espacial. 


Veja mais sketches de arquitetos aqui

Sketches of Frank Gehry 

Comentários
4 Comentários

4 Opiniões:

Publicidade

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More