Pular para o conteúdo principal

Testando o app Mood

Cada vez mais o painel semântico ou moodboard é usado como ferramenta de comunicação de ideias entre profissionais de criação e clientes. Uma ferramenta gráfica que expressa conceitos, ou mesmo uma explanação do que vai ter em determinado projeto, para que o futuro usuário possa entender as propostas do arquiteto ou designer de interiores.

Vários aplicativos podem ser usados para agilizar essa ferramenta de comunicação. Quando comecei a profissão, a gente usava colagens e desenhos. Agora as possibilidades aumentaram bastante, seja para definir estilos, seja para compor o foco da ideia a ser desenvolvida.

Hoje testei um desses aplicativos, o Mood da ArqExpress aqui de Porto Alegre. Já tinha visto referências nos stories do instagram. Durante o período de quarentena forçada fiz uma mentoria de consultoria online com a arquiteta Renata Pocztaruk, não só para ter uma ideia de como anda o mercado, mas também para me atualizar. É sempre bom um olhar renovado sobre a profissão para que não se cristalize posturas. É salutar assumir novos desafios.  

Testei o Mood no Android. Soube que ele funciona melhor no Apple. Mas achei bem operacional. Na versão free permite fazer três quadros e tem uma série de limitações de materiais. Como fiz o curso citado acima, ganhei um mês com mais recursos. (Dica: ele está com um preço ótimo durante a quarentena. Vale a pena para quem queira conhecer. Isso não é jabá, não. Achei uma ferramenta que vale explorar mesmo e vou dizer porquê .)  
Comecei brincando mesmo. Já tinha feito dois testes na versão free. Tem bastante diferença na versão paga, mesmo a intermediária. A principal delas e que, para mim, vale o aplicativo, é a precificação de muitos dos materiais e objetos que se pode utilizar. Na versão mais top, parece que será possível colocar materiais próprios, mas não tenho certeza.  
Fiz uma proposta de consultoria para uma sala de homem solteiro, morando só, mas com namorada, que curte viagens e leitura. Trabalha em casa e adora plantas.

Se pode escolher o tamanho do quadro, há a possibilidade de se colocar um reticulado que sempre ajuda a organizar os móveis e revestimentos. Abaixo há uma linha com várias categorias, quando se clica em uma delas, surgem várias possibilidades de produtos. E bacana que muitos vem com preço (que também podem ser consultados na lista de produtos). É bem interativo e fácil de manipular.

Quando se clica sobre um produto, ele é colocado no quadro e se pode mexer no tamanho, enviar para trás, para frente, rotacionar, ajustar várias formas. 
  

Dificuldades nessa hora: no meu tablet a visibilidade das categorias ficou um pouco encoberta, nada muito grave. Senti falta de um local onde buscar algo sem ter que correr tudo. Pode ser falha minha de não achar. Mas se existe, não está tão visível.

Ele também travou um pouco e tive que clicar várias vezes para fazer uma operação algumas vezes. Nada que atrapalhe muito, mas meu lado ariana que detesta esperar, se estressa um pouco com isso. Pode ser problema de memória do meu aparelho. Não tenho como saber.

Depois de pronto se pode salvar em pdf e (maravilha) ele sai com uma lista dos materiais e preços, dando uma ideia aproximada de custos para a sala.

No meu caso, ficou salgada, mas eu não estava limitando preços. Mas com a lista de produtos, daria para selecionar opções mais em conta, se fosse uma necessidade do cliente.  


Em um dos modelos salvos em pdf, ele não salvou um móvel. Tive que voltar e salvar de novo e aí tudo OK. Creio que são pequenos detalhes que serão corrigidos.  

No geral achei uma ferramenta interessante para agilizar o trabalho profissional e para quem trabalha com consultoria, é uma mão na roda porque poupa tempo.

Não sei se o preço contempla apenas Porto Alegre e região sul. E se em outras regiões se pode colocar os preços regionais.

Enfim, algo a ser explorado.

 Nos siga também nas redes sociais

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ideias de como usar nichos para decorar seus espaços

Aproveitando nichos para decorar sua casa ou seu escritório. 

Veja algumas ideias interessantes de como fazer desde pequenos detalhes que enfeitam até aproveitamento de vãos que guardam objetos e auxiliam na organização.

Simplicidade:A elegância mora nos detalhes e na síntese. Um rasgo bem usado, sem maiores excessos, apenas salientado pelo uso de cor e pequeno detalhe em madeira. Atentem para a iluminação nas laterais e em como o rodapé acompanha o rasgo.

Gavetas e detalhes que fazem diferença na cozinha

Organizar. Sempre um desafio na hora de planejar móveis e espaços. E um dos locais onde mais precisamos de locais coringas para guardar coisas são nas nossas cozinhas. 
Haja gavetas, nichos, cantinhos que podem ser aproveitados para os mais diversos usos. Separei algumas ideias para inspiração Aproveitando rodapés: Muitos colegas tem optado por fazer os rodapés de armários de cozinha em alvenaria e revestir a frente com pedras ou cerâmicas. É uma solução pratica principalmente pela limpeza e umidade. Mas se sobrar espaço e a opção for usar rodapés, eles podem ser usados para guardar várias coisas. (Confesso que não sei se são o melhor local para guardar vinhos, mas quem sabe...)   Porta trecos e panos de prato: Eles são super práticos porque aproveitam espaços pequenos e estreitos e guardam aquelas coisas meio feias quando ficam à vista. Não recomendo guardar panos de prato úmidos. E esse porta facas abaixo, ao lado do fogão, é super prático!  
Outro exemplo de aproveitamento de canto par…

Transparência e estrutura em madeira na nova loja da Apple na Tailândia

Uma grande árvore em madeira cercada por um fechamento em vidro é a aparência da maior loja da Apple na Tailândia. Projetada pelo renomado estúdio de Foster + Partners foi inaugurada em julho de 2020, em plena pandemia.

Batizada de Apple Central World, a loja tem um diâmetro de 25 metros e sua forma foi gerada por uma curva de Bezier 360 °, uma curva paramétrica usada em computação gráfica. Veja AQUI mais detalhes de como foi feito.

Todos sabemos que a Apple segue o conceito de se diferenciar em inovação e as suas lojas representam esse modo de se posicionar no mercado. Na nova loja asiática são usados 1461 perfis de carvalho branco europeu no revestimento da coluna de suporte do telhado. 


A aparência interna é de um grande tronco que sustenta a copa de madeira em balaço. Uma escada de aço inoxidável serve de conexão para os andares. O prédio tem um fechamento totalmente envidraçado o que permite a visão da cidade e a transparência externa para quem vê o prédio que se mostra e convida ao…

Buhais Geology Park, inspiração em ouriços de 65 milhões de anos

O Buhais Geology Park é um local de magnífica importância pré-histórica e geológica, localizado nos Emirados Árabes Unidos. Há evidências científicas de que foi um mar cerca de 65 milhões de anos atrás. Para expor as coleções de fósseis marinhos e outros objetos relevantes da eras da Pedra, Bronze e Ferro, o escritório Hopkins Architects projetou cinco interessantes espaços circulares, interconectados e que servem para acomodar não apenas as áreas de exposição, mas também várias instalações para visitantes, entre elas um teatro e um café. 


Segundo o site dos arquitetos, a inspiração para a forma dos espaços de exposição foram os ouriços fossilizados. Para não causar muitos danos ao meio ambiente, as edificações "foram projetados como estruturas de concreto pré-fabricado e apenas tocam levemente o solo em discos de fundação de concreto armado in-situ."



As estruturas de concreto são revestidas com painéis de aço coloridos para se adequarem à paisagem. Estes painéis, que dão a ap…