Por que fazer a drenagem do solo antes de construir?

Um dos problemas mais graves de uma construção é quando se descobre tardiamente que existe uma umidade vinda do solo. Muitos já devem ter se deparado com bolhas perto do rodapé ou em alguma parede e tentado soluções paliativas que nunca são eficazes porque este é um problema a ser detectado bem antes. Sem falar na questão estrutural que pode ser comprometida.  Por isso a importância da sondagem e drenagem do solo antes de erigir. No texto abaixo, parceria com a Mavens vamos entender um pouco mais sobre este assunto.

Imagem de Vidar Nordli-Mathisen por Unsplash
O quanto você conhece sobre drenagem do solo? Talvez você não tenha tanto conhecimento sobre o assunto, mas saiba que ele é essencial para qualquer construção civil – isso quer dizer até na construção das casas e prédios onde moramos.

Drenar o solo significa tirar a água em excesso que acumulou ali ao longo do tempo, seja por causa das chuvas, seja por conta de nascentes subterrâneas ou até de encanamentos de esgoto quebrados na região. O fato é que tirar toda essa água é importante porque pode comprometer a qualidade e também a segurança da construção. Além de acarretar problemas futuros, como por exemplo a umidade depois da obra pronta. 

Afinal, por que drenar o solo?

Como comentado acima, não retirar a água em excesso do solo pode comprometer a segurança da construção como um todo, pois altera o equilíbrio da terra. Ou seja, o terreno fica mais instável, vulnerável, acarretando a instabilidade durante a própria escavação. Além disso, isso também é uma explicação para a maioria dos deslizamentos e desmoronamentos que acontecem depois que uma construção está pronta. 

Imagem de Goumbik por Pixabay 

Formas de drenagem

Existem muitas maneiras de fazer drenagem no solo – saiba mais aqui, mas o mais importante é entender que manter o terreno livre da água em excesso determina o sucesso da obra e a sua durabilidade.

Para que isso aconteça é preciso, antes de mais nada, uma análise profunda do terreno, que vai determinar o quanto o solo está comprometido e qual a melhor forma de drená-lo.

A maneira mais comum, a chamada drenagem superficial, é o escoamento da água da região para garantir um solo mais seco e compacto, muito mais estável, e colaborando para uma construção civil sem grandes problemas.

A água, em si, pode ser escoada de muitas maneiras, seja para um rio próximo, para uma vala ou córrego, através de tubos, e pode contar até com a ajuda de um motor para facilitar o processo.

Benefícios para o solo

Outra vantagem é que a drenagem melhora o regime térmico do solo, garantindo uma temperatura mais estável e que não altera ou afeta diretamente o uso dos materiais de construção. Além disso, essa ação também diminui a salinidade do solo, ou seja, a quantidade de sal contida na terra, que também pode causar efeitos diretos no uso de materiais, comprometendo a sua qualidade.

Por isso, é essencial contar com a ajuda de uma equipe capacitada, que vai analisar o terreno corretamente e determinar a melhor forma de escoar essa água em excesso. Dessa maneira, a construção pode seguir o cronograma determinado, sem complicações, reduzindo a chance de imprevistos.

  • Este artigo é uma parceria com a Mavens of London
Gostou? Compartilhe e nos siga também nas redes sociais

Twitter Flipboard Facebook Instagram Pinterest

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ideias de como usar nichos para decorar seus espaços

Gavetas e detalhes que fazem diferença na cozinha

10 ideias de almofadas e afins para gateiros