Pular para o conteúdo principal

Dicas de como evitar o desperdício no Canteiro de Obras - Post Convidado

Sempre tive uma preocupação muito grande com a questão do desperdício. Trago de casa exemplos de ensinamentos de meus pais e levo isso como prática em minha vida pessoal e profissional. Por isso achei relevante a proposta do tema desperdício no canteiro de obras que segue abaixo como postagem convidada do blog ARQUITETANDO IDEIAS. Recomendo também a leitura de Projeto de Habitação mais sustentável



Desperdício no Canteiro de Obras - Modismo ou Arroz com Feijão? 

Autor: Everton Oliveira

O desperdício não é bem-vindo em nenhuma circunstância. Seja ele:
  • Com água
  • Com comida
  • Com energia elétrica
Esse malefício do mundo moderno precisa ser combatido a qualquer custo. As formas de se combater esse problema estão cada vez mais presentes no dia a dia das pessoas e empresas em geral. Minha experiência na Linkedsp, uma empreiteira de serviços rápidos que otimiza seus processos no dia a dia, mostra o quanto isso facilita a economia de recursos como um todo. É bom lembrar que a conscientização é fundamental dentro e fora da construção civil.

Aproveitando para compartilhar conhecimentos, me proponho aqui discutir mais sobre a questão do desperdício no canteiro de obras. A pergunta que fica é: Essa questão deve ser vista como um mero modismo ou como arroz com feijão? Em outras palavras, se é algo apenas de momento ou se é uma coisa que deve estar sempre presente?

Vamos nos aprofundar mais adiante!

Canteiro de obras

É válido lembrar que um canteiro de obras bem organizado é parte fundamental para o sucesso da construção ou reforma.

Na maioria das vezes, todo o armazenamento dos materiais utilizados é alocado dentro desse ambiente. Portanto, limpeza e organização sempre devem ser considerados assunto sério. Caso essa tarefa do dia a dia não seja feita de maneira adequada, riscos à segurança individual e em grupo acabam surgindo, sem contar com os inúmeros prejuízos e perdas financeiras.

Dicas importantes sobre o armazenamento dos materiais

Pedra e Areia: É indicado alocar esses itens “a granel” dentro de baias, assim, toda uma proteção eficiente inibe a ação da chuva (mais forte com a areia), além de dar acesso fácil para os carrinhos de mão.

Argamassas e Cimento: O contato direto com o solo danifica esses tipos de materiais, de forma agressiva e/ou prolongada, sacarias acabam tornando-se inutilizáveis, é bom que elas fiquem sempre em cima de paletes, plataformas metálicas, blocos de cimento ou proteção semelhante.

Blocos e Tijolos: Uma das dicas mais importantes é atender a altura máxima de empilhamento, dessa forma, o número de avarias são diminuídos ao máximo.

Materiais Elétricos: Para a diminuição de perdas, é recomendado que esses itens sejam alocados em locais secos e limpos. A poeira e a umidade excessiva pode danificar alguns desses itens.

Desperdício na construção civil

Na construção civil, um dos desperdícios que pode ser observado com mais facilidade é aquele proveniente da geração de resíduos de construção e demolição (RCD), conhecido popularmente como entulho. Quando esse resíduo é descartado de maneira inadequada, o meio ambiente é quem sofre as consequências.

Outro tipo muito comum são as sobras em compras de materiais ou matérias-primas. No final do projeto, erros sucessivos acabam elevando o número no gráfico de desperdícios.

No ramo da construção civil, um serviço está diretamente ligado ao outro, sendo assim, um erro na fase inicial pode ser prejudicial a todo o restante do processo. Tudo isso afeta diretamente a questão financeira, aumentando os gastos e os prejuízos.

Economia X Desperdício

Inúmeros benefícios são vistos quando todo o processo se interliga para a subtração de um único resultado: Economia.

Pensamos em economizar não somente para ficar bonito na pauta da reunião semanal, mas sim de fato, para contribuir com um amanhã melhor e menos poluído.

É preciso a conscientização de todos para que a economia de recursos naturais cresça sempre mais. Ela pode ser vista no âmbito financeiro, já que evitando o desperdício a quantidade de dinheiro gasto diminui, deixando assim para ser investido em outros momentos após a conclusão da construção de um edifício comercial, por exemplo.

Além disso, o meio ambiente também agradece todas as vezes que a conscientização entra em campo. Com a diminuição do uso de matérias-primas e de recursos naturais, os quais são fundamentais à sobrevivência do meio ambiente e, consequentemente, para a nossa também, todo um ecossistema acaba sendo transformado de forma sutil e natural.


Sendo assim, canteiros de obras limpos e organizados são de longe muito mais seguros e produtivos. Por isso, é válido que sempre que possível, aconteça conversas em grupo para que a mensagem do Desperdício Zero não desapareça com o passar do tempo.


Os assuntos e opiniões em postagens convidadas são de responsabilidade dos autores 
Gostou? Compartilhe em suas redes sociais Nos siga também nos outros canais

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

10 ideias de almofadas e afins para gateiros

Festas....fiquei aqui arquitetando postagens bem suaves e lindas para esses momentos. Hoje resolvi brindá-los com 10 adoráveis ideias para almofadas, pesos de porta, mobiles e outras utilidades para amantes de gatos.

Nós, os gateiros, somos uma população em ascensão no mundo. Esses seres peludos, cheios de personalidade e amor próprio nos arrebatam. Adoramos mimá-los. E eles adoram que a gente os mime....uma parceria perfeita

1- Petit Pois e gatos. Uma dupla perfeita. Ambos sempre elegantes e cheios de charme! 
2- Mobile. Adoro! Mesmo já crescida, acho que não precisam ser só adorno de quartos infantis (meu lado criança, fazer o que????). Esse aí de cima, por exemplo, achei um mimo. 
3- Quem não ia querer entrar nessa casa tão felinamente convidativa??? Quero um para a minha porta! 
4- Patchwork e gatos!!! Tudo a ver também. lembra borralho, fogo, casa da vó e tudo isso lembra aconchego. E nada mais aconchegante que a figura de um gato, pachorrento, deitado ao pé do fogo. (Gateiros enten…

13 ideias para quem ama gatos

Há pouco passou uma sexta feira. Era 13. Gosto das sextas feiras. Gosto do 13. Gosto dos gatos. Gosto dos gatos pretos, esses que tanto foram perseguidos como companheiros de bruxas.

Gatos são da casa -repetem como mantra os que não conhecem os gatos. Os gatos são deles mesmos. E de quem os conquistar. Ou de quem eles resolverem amar. 

Amor de gato é diferente do amor de cão. E não menos dramático. Gatos não toleram atrasos. Não aceitam menos que a nossa entrega. De preferência sem muito chamego, a não ser na hora que desejam. 

Gatos são hedonistas por natureza. Existem para viver com languidez e serem acariciados. Mimados. Paparicados. Gatos são aristocratas. Mesmo que revirem latas de lixo. 

Desconfiem da humildade felina. Ao primeiro toque de boa vida, se tornam preguiçosamente orgulhosos.   
“Um gato vive um pouco nas poltronas, no cimento ao sol, no telhado sob a lua. Vive também sobre a mesa do escritório, e o salto preciso que ele dá para atingi-la é mais do que impulso para a cultu…

Gavetas e detalhes que fazem diferença na cozinha

Organizar. Sempre um desafio na hora de planejar móveis e espaços. E um dos locais onde mais precisamos de locais coringas para guardar coisas são nas nossas cozinhas. 
Haja gavetas, nichos, cantinhos que podem ser aproveitados para os mais diversos usos. Separei algumas ideias para inspiração Aproveitando rodapés: Muitos colegas tem optado por fazer os rodapés de armários de cozinha em alvenaria e revestir a frente com pedras ou cerâmicas. É uma solução pratica principalmente pela limpeza e umidade. Mas se sobrar espaço e a opção for usar rodapés, eles podem ser usados para guardar várias coisas. (Confesso que não sei se são o melhor local para guardar vinhos, mas quem sabe...)   Porta trecos e panos de prato: Eles são super práticos porque aproveitam espaços pequenos e estreitos e guardam aquelas coisas meio feias quando ficam à vista. Não recomendo guardar panos de prato úmidos. E esse porta facas abaixo, ao lado do fogão, é super prático!  
Outro exemplo de aproveitamento de canto par…

Mobiles, com ar de carnaval e fantasia

"Tanto riso, oh quanta alegria"....cantava essa música nos carnavais de antigamente lembrando dos Pierrots e Arlequins que brincavam no salão. E vendo esse mobile não pude deixar de sorrir e imaginar que gostaria de ter um assim no meu quarto, marcando a época dos confetes e serpentinas. 

Longe se vai o tempo em que pulava nos salões, em que saia na avenida de cidades do interior em blocos, em que ficava vidrada na frente da TV assistindo os desfiles de escolas de samba. Mas ainda muito me agrada as cores, a possibilidade de fantasia, do brincar, do poder ser algo diferente nem que se seja por uns dias.
E porque não trazer para dentro de casa essa fantasia em forma de mobile? Reuni alguns lindos que, com boa intenção e paciência, podem ser feitos em casa. Cor, movimento, criatividade. Eis a receita.
Pode deixar sair a poesia, pode reunir retalhos ou balas e guloseimas. O que importa é a brincadeira. Como no carnaval. 
Estrelas do céu enfeitam a vida das estrelas da terra. Amei …