Estúdio com 30m2 tem construção econômica e resultado belo

Imagem
O  BAAQ  é um escritório de arquitetura mexicano que desenvolveu este projeto para um estúdio de descanso, o Chiapas Studio. Os requisitos eram economia na construção e manutenção. O resultado ficou muito interessante.  Com cerca de 30 m2 a construção aproveita a ventilação natural e como a região tem verões quentes, aproveitam a grande cobertura em bambu para criar uma varanda coberta para ser usada nos dias quentes. Para os dias frios, a parte inferior, com paredes de painéis de cimento e poliestireno de alta densidade, abriga como sala de estar.

The Smile - pavilhão com tecnologia inovadora em madeira

Um pavilhão com uma simbologia muito interessante, feito em madeira (mas não qualquer madeira), feito com painéis CLT ( madeira laminada cruzada) que conjuga integridade estrutural, desempenho ambiental e sustentável, flexibilidade no design com uma boa relação custo benefício. 

Parece um sorriso com as suas formas curvas em madeira e obviamente seu nome reflete esse conceito: The Smile, projeto de Alison Brooks Architects, foi construído para o London Design Festival 2016.



Uma das grandes vantagens apontadas para esses painéis de madeira laminada cruzada é a capacidade estrutural, já que a maneira como as pranchas de madeira são colocadas, em ângulos retos em cada camada, como se fossem uma grade, fazem com que os painéis CLT tenham força não apenas nas direções das fibras (como é a característica da madeira), mas também no sentido transversal. Não é debalde que prédios altos tem sido construídos em madeira utilizando os painéis CLT. 




Dentre as vantagens dos painéis estão: 
  • Seu peso muito inferior à lajes de concreto
  • Resistência
  • Capacidade acústica
  • Resistência ao fogo e à sismos
  • Desempenho térmico
  • Facilidade de colocação



O Smile é a primeira a construção a usar este tipo de material de forma tão extensa. O conceito é simples: Um grande arco com um ponto de apoio central. Sua forma lembra aquele carinha do sorriso, mais conhecida como smile, tão presente nas comunicações há décadas.

Estruturalmente forte, foi projetado para resistir à cargas de vento de aproximadamente 10 toneladas. 

Uma proposta que conjuga poesia de forma divertida com uma tecnologia que renova o uso da madeira, conferindo maior resistência em um material que pode ser renovado.

Nos siga também nas redes sociais

Twitter Flipboard Facebook Instagram Pinterest snapchat: arqsteinleitao




The Smile - construction process from Alison Brooks Architects on Vimeo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ideias de como usar nichos para decorar seus espaços

Gavetas e detalhes que fazem diferença na cozinha

10 ideias de almofadas e afins para gateiros