Ideias para tornar a casa mais aconchegante no inverno

Imagem
O frio chega na região sul com a força do inverno. Os dias se tornam mais cinzas, a cerração cobre as manhãs, os gramados se cobrem de geadas. O coração se aperta pelos que nada tem. O inverno é um estágio da natureza, um resguardo para uma nova primavera, nos ciclos que marcam o mundo e as nossas vidas. O mundo se contrai e se expande. E nós com ele. Aos que tem a benção de ter uma casa, coloco abaixo algumas inspirações de como trazer mais aconchego aos lares.   Inverno É tudo o que sinto Viver É sucinto Paulo Leminski Cores e animais trazem sempre um clima de calor aos lares. Hora de colocar mantas , almofadas coloridas, materiais felpudos e muitos locais onde se deixar ficar para curtir uma série, uma música, uma sopa.     Quem vive em regiões mais frias sabe como é difícil acordar e sair debaixo das cobertas. Especialmente quando usamos edredons de penas, muitos travesseiros e deixamos nossos quartos com a cara do aconchego .   Redes no inverno? Sim e com certeza! Um canto especi

Projeto para ensinar crianças a plantar seu alimento

Uma pré escola onde as crianças podem vivenciar o aprendizado de teoria e prática de hortas urbanas. Adorei essa proposta que vi na Inhabitat. A equipe de Edoardo Capuzzo Dolceta venceu um concurso com esse projeto que se baseou em três premissas: 
  • Aprendendo com a natureza
  • Aprendendo a técnica
  • Aprendendo com a prática.
A proposta arquitetônica mescla as edificações em volumes simples que abrigam as plantações e espaço de aprendizado e se abrem às hortas na rua.

Me lembrou uma escola técnica de agricultura que visitei aqui no RS. Nada a ver em termos de projeto, mas a união da técnica e da prática era a mesma. E era muito salutar. Convivi com um dos alunos em um Projeto Rondon que participei na época da graduação e pude observar o seu conhecimento. 

Sempre tive a convicção de que a teoria e a prática tinham que se mesclar no ensino de qualquer tipo de matéria. Por exemplo, ir a campo, erguer uma parede de tijolos e ir depois à sala de aula aprender sobre o material, técnicas de uso, etc. 

Imaginem então uma pré escola, onde as crianças, desde pequenas, tenham esse cuidado de conhecer a natureza, aprender a semear de verdade e não apenas com sementes de feijão em algodão. Experimento que se torna inútil porque a gente acaba jogando fora o que brotou, em um simbolismo de desrespeito à vida que se forma.




Além de técnicas de cultivo, as crianças aprendem a conviver com animais e a interagir com fontes de energia mais sustentáveis com as turbinas eólicas e painéis solares que constam do projeto.

Ensinar as crianças o convívio saudável pode, não apenas torná-las mais sábias em fabricar seu alimento, mas estabelecer entre elas e a natureza uma relação de respeito e harmonia. 




Fonte - Inhabitat
Projeto - Edoardo Capuzzo Dolceta

Gostou? Tem alguma sugestão? 


Comenta e conta para a gente a tua opinião. 
Nos siga também nas redes sociais


Comentários

  1. Muito legal a criança aprender fazendo. Fiz o projeto Rondon, e tive a sorte de vivenciar a criança e o adulto tb aprender fazendo, e hj tenho consciência do quanto aprendi com essas pessoas, que conheci, alguns convivi nesse projeto, nesse caminhar, hj ex professora

    ResponderExcluir
  2. Lenimar,
    Também fiz o Projeto Rondon Regional e aprendi muito com ele. Deve ter sido muito interessante a tua experiência, sou muito fã do ensino que conjuga teoria e prática. Obrigada pelo comentário,
    Abraços
    Elenara

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Sua opinião é super importante para nós ! Não nos responsabilizamos pelas opiniões emitidas nos comentários. Links comerciais serão automaticamente excluídos

Postagens mais visitadas deste blog

Ideias de como usar nichos para decorar seus espaços

Gavetas e detalhes que fazem diferença na cozinha

10 ideias de almofadas e afins para gateiros