MG08 habitação flexível

Imagem
Habitar uma casa movimenta uma série de sonhos e emoções. Possuir uma casa evoca ancestrais desejos de segurança. Mas nem sempre as necessidades permanecem as mesmas. As situações de fora e de dentro se modificam e pedem espaços que sejam flexíveis. A Maria Guerrero, também conhecida como MG08 em Madri, projetada pelo Studio Burr , foi pensada para ser uma habitação que possa ser transformada de acordo com essas novas necessidades dos moradores.   María Guerrero é uma casa que nasceu dividida em duas. Para poderem arcar com os custos de aquisição e construção, os habitantes deste empreendimento iniciam a sua vida neste espaço ocupando metade da casa e alugando a outra metade como habitação independente. Apesar da narrativa interessante, me pareceu muito com essas casas geminadas onde se coloca uma parede no meio, que pode ser removível se houver interesse em unir os espaços. Algo que já vem sendo usado e que, com um nome interessante, chama mais a atenção.  Segundo o site dos arquiteto

Habitação pós desastre - sustentável e flexível


Habitação pós desastre - sustentável e flexível
Habitação pós desastre. Uma preocupação de nossas megalópolis, a ponto de existir essa proposta que foi desenvolvida por Garrison Architects para o Escritório de Gerenciamento de Emergências da Cidade de Nova Iorque para a hipótese de grandes desastres naturais ou causados pelo homem. 

Habitação pós desastre - sustentável e flexível
Opa! Nova Iorque pensando em soluções de grande porte para desastres. Pode parecer alarmante mas casos como o do Katrina mostram que prevenção é melhor do que reação. Mas meu lado sombrio, ligado às teorias conspiratórias, teima em imaginar que outro tipo de desastres podem passar pela cabeça dos dirigentes. Talvez seja meu passado adolescente que cresceu na Guerra Fria onde abrigos anti nucleares proliferavam nos desejos de segurança norte americanos.

Habitação pós desastre - sustentável e flexível
Enfim, a ideia dos arquitetos e dirigentes é que estes módulos pré fabricados possam ser usados nos locais onde as pessoas moram de modo que elas não precisem perder as suas referências de vizinhança. São rápidos para implantação (15 horas) e, como atendem aos requisitos rigorosos de zoneamento americanos, podem ser implantados em qualquer local daquele país. São construídos com materiais recicláveis, podem ser equipados com painéis fotovoltaicos e seu interior segue padrões de desenho universal.


Habitação pós desastre - sustentável e flexível
 "A beleza das unidades reside na sua flexibilidade. Eles podem ser empilhados como legos para criar uma habitação em fila ou podem ser intercaladas entre casas e estruturas existentes " Garrison Architects
Habitação pós desastre - sustentável e flexível
Um protótipo ficará a disposição para uso do público convidado que vai poder habitá-lo por períodos determinados para checar a sua funcionalidade. Ou seja, se a teoria funciona na prática.
Habitação pós desastre - sustentável e flexível
Habitação pós desastre - sustentável e flexível
Habitação pós desastre - sustentável e flexível



(Via

Gostou? Conta para a gente a sua opinião.
Nos siga também nas redes sociais 
Twitter: @arqsteinleitao
snapchat: arqsteinleitao

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ideias de como usar nichos para decorar seus espaços

Gavetas e detalhes que fazem diferença na cozinha

10 ideias de almofadas e afins para gateiros