MG08 habitação flexível

Imagem
Habitar uma casa movimenta uma série de sonhos e emoções. Possuir uma casa evoca ancestrais desejos de segurança. Mas nem sempre as necessidades permanecem as mesmas. As situações de fora e de dentro se modificam e pedem espaços que sejam flexíveis. A Maria Guerrero, também conhecida como MG08 em Madri, projetada pelo Studio Burr , foi pensada para ser uma habitação que possa ser transformada de acordo com essas novas necessidades dos moradores.   María Guerrero é uma casa que nasceu dividida em duas. Para poderem arcar com os custos de aquisição e construção, os habitantes deste empreendimento iniciam a sua vida neste espaço ocupando metade da casa e alugando a outra metade como habitação independente. Apesar da narrativa interessante, me pareceu muito com essas casas geminadas onde se coloca uma parede no meio, que pode ser removível se houver interesse em unir os espaços. Algo que já vem sendo usado e que, com um nome interessante, chama mais a atenção.  Segundo o site dos arquiteto

O que se quer de um bom design de mobiliário - 6 exemplos

De um bom design de mobiliário se quer o que? Em primeiro lugar que seja funcional. Eu não abro mão desse requisito, se não servir para algo que não seja admirar, é escultura, não móvel. Em segundo lugar que seja de fácil produção e não desperdice materiais. Se reaproveitar tanto melhor. Mas pode também usar materiais certificados e não gastar um monte de energia na sua produção. E deve ser belo para cumprir outra função também muito importante, qual seja a de despertar uma emoção boa aos sentidos. E ainda avalio se pode ter um desenho que perdure. 


Seguindo esses parâmetros selecionei alguns exemplos de designs premiados recentemente. Não foi uma pesquisa muito científica, apenas consultei o Google e segui o instinto. Aliás seguir o instinto é um dos parâmetros que uso muito em minhas escolhas e a grande maioria do que compartilho com vocês segue esse principio básico. 

Primeira escolha - Stratum folding chair de Ammar Kalo. Premiado no quesito mobiliário 2014-201. Me chamou a atenção as linhas puras, o uso de formas simples que, encaixadas, formam o volume final. O uso da madeira com os seus veios me remetem à criações ancestrais. Juro que poderia ver essa cadeira em um passado distante. Pelo menos na forma. Essa união de antigo com a tecnologia moderna me encanta.


Stratum folding chair de Ammar Kalo - Design award 2014 2015
stratum folding chair’ by ammar kalo

Segunda escolha: A Exocet Multifunctional Chair de Stéphane Leathead me chamou a atenção pela forma. É ousada e ao mesmo tempo pura. E depois - e logo em seguida - pela múltipla funcionalidade. As peças de madeira unidas pela engrenagem me lembram ao mesmo tempo artefatos mecânicos e as nossas próprias rótulas humanas.  
Exocet Multifunctional Chair by Stéphane Leathead - Design award 2014 2015
Exocet Multifunctional Chair by Stéphane Leathead
Terceira escolha: Esta peça de sapateira com porta guarda chuvas eu vi em uma chamada para prêmio de design. Ela é muito simples e foi exatamente isso que me chamou a atenção. Cada vez mais pessoas tem o costume de tirar os sapatos na entrada de casa e achei essa peça bem interessante.
Sapateira de entrada
Sapateira de entrada

Quarta escolha: Cozinhar é uma das atividades humanas mais valorizadas. Atualmente a cozinha deixou de ser uma peça escondida para entrar na área nobre de muitas casas. A Cut Kitchen by Alessandro Isola tem um desenho limpo e extremamente versátil, apropriado para espaços pequenos já que pode se transformar bastando abrir e ampliar suas peças.
Cozinha versátil - Design award 2015
Cozinha versátil - Design award 2015
Quinta escolha - Design alemão que se inspira nos desenhos tradicionais, fazendo uma releitura muito bonita. A  Spin Chair me agrada pela forma, pelo conteúdo da proposta e pela versatilidade de uso. A vejo sendo usada por muitos anos.
Design alemão - Spin Chair
Design alemão - Spin Chair
Sexta escolha. Veio do Design Britânico e achei tão prático. Transformar uma peça de brinquedo em mesa, ou vice versa. E de uma maneira tão limpa, tão clara, me parece bem bacana. Além disso não parece ter arestas nem peças que ponham as crianças em risco, o que é fundamental em uma proposta de design para o público infantil. É a Transforma.
British design award
Heena Patel, BA Product and Furniture Design, ‘Transforma’
E vocês? O que lhes chama a atenção no mobiliário que ganha ou concorre a prêmios?

 Gostou? Conta para a gente, vamos adorar saber. 


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ideias de como usar nichos para decorar seus espaços

Gavetas e detalhes que fazem diferença na cozinha

10 ideias de almofadas e afins para gateiros