MG08 habitação flexível

Imagem
Habitar uma casa movimenta uma série de sonhos e emoções. Possuir uma casa evoca ancestrais desejos de segurança. Mas nem sempre as necessidades permanecem as mesmas. As situações de fora e de dentro se modificam e pedem espaços que sejam flexíveis. A Maria Guerrero, também conhecida como MG08 em Madri, projetada pelo Studio Burr , foi pensada para ser uma habitação que possa ser transformada de acordo com essas novas necessidades dos moradores.   María Guerrero é uma casa que nasceu dividida em duas. Para poderem arcar com os custos de aquisição e construção, os habitantes deste empreendimento iniciam a sua vida neste espaço ocupando metade da casa e alugando a outra metade como habitação independente. Apesar da narrativa interessante, me pareceu muito com essas casas geminadas onde se coloca uma parede no meio, que pode ser removível se houver interesse em unir os espaços. Algo que já vem sendo usado e que, com um nome interessante, chama mais a atenção.  Segundo o site dos arquiteto

Turismo humanitário e criativo -um conceito inovador

Tenho para mim que quase todos somos turistas em potencial. Até porque olhar de turista é diferenciado. Sempre achei que deveríamos aprender a potencializar e usar esse olhar de querer ver bonitezas no nosso dia a dia e não apenas quando viajamos. 

Pois foi com grata surpresa que conheci uma nova forma de fazer turismo. É um turismo que é mais que conhecer uma fileira de monumentos e igrejas. É conhecer as pessoas, o que fazem, como vivem. É a oferta de oficinas, cursos, passeios programáticos e uma série de vivências que tornam as viagens acontecimentos mais únicos ainda na vida dos turistas. E abrem um leque de possibilidades empreendedoras nos locais visitados.

E mais surpresa fiquei ao saber que Porto Alegre é uma das pioneiras no Brasil nesse tipo de turismo criativo. Vejam mais no Porto Alegre Turismo Criativo. Lá na página descobri que o turista pode aprender a fazer churrasco, pode conhecer o Iberê em visita guiada e orientada para conhecer a arquitetura do prédio e fazer uma caminhada pela arquitetura da cidade aprendendo fotografia. Não é tudo???? Afinal uma cidade é mais que prédios. É mais que pontos turísticos tradicionais, é feita de pedaços, é feita de pessoas e momentos.
 

E como fiquei sabendo disso? É a parte mais bonita!!!! Foi uma ponte entre uma amiga brasileira, a Rita Branco, que foi para Portugal por amor, tem um blog incrível chamado O Porto Encanta. A Rita é uma amiga virtual, que faz um lindo trabalho e quem recomendo entrar em contato se quiserem conhecer a cidade do Porto e arredores com requintes de sutileza, beleza e sensibilidade. Sabe aqueles locais únicos e coisas que você nunca vai descobrir em guias tradicionais? É com ela! Pois bem, a Rita fez a gentileza de me colocar em contato com outra blogueira austríaca, a Elena Paschinger cujo blog Creative Elena trata justamente de turismo criativo!

E não é que a Elena está desembarcando em Porto Alegre para conhecer nossas experiências de turismo criativo? E não é que fui conhecer essas coisas incríveis que estão acontecendo aqui por alguém que vem de tão longe? E não é que descobri que já fiz turismo criativo? Meus passeios para o templo budista e Missões para aprender e tirar fotografias não apenas me ensinaram técnicas, mas me fizeram ampliar o olhar mais humano, me colocaram em contato com locais e pessoas de forma mais intensa e bonita. 

Estou realmente encantada e louca para saber mais sobre isso! 
  

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ideias de como usar nichos para decorar seus espaços

Gavetas e detalhes que fazem diferença na cozinha

10 ideias de almofadas e afins para gateiros