MG08 habitação flexível

Imagem
Habitar uma casa movimenta uma série de sonhos e emoções. Possuir uma casa evoca ancestrais desejos de segurança. Mas nem sempre as necessidades permanecem as mesmas. As situações de fora e de dentro se modificam e pedem espaços que sejam flexíveis. A Maria Guerrero, também conhecida como MG08 em Madri, projetada pelo Studio Burr , foi pensada para ser uma habitação que possa ser transformada de acordo com essas novas necessidades dos moradores.   María Guerrero é uma casa que nasceu dividida em duas. Para poderem arcar com os custos de aquisição e construção, os habitantes deste empreendimento iniciam a sua vida neste espaço ocupando metade da casa e alugando a outra metade como habitação independente. Apesar da narrativa interessante, me pareceu muito com essas casas geminadas onde se coloca uma parede no meio, que pode ser removível se houver interesse em unir os espaços. Algo que já vem sendo usado e que, com um nome interessante, chama mais a atenção.  Segundo o site dos arquiteto

Parasite Pavilion - emoções na passagem


O Parasite Pavilion foi projetado para a Bienal de Veneza de 2014 usando um sistema de arcos auto sustentáveis e com impacto zero. Uma parada que permite uma experiência sensorial fantástica em meio à exposição.

O interessante dessa experimentação é criar no visitante um impacto ao entrar e percorrer o espaço que se abre. É permeável, mas é abrigado. Conforma mas se abre ao infinito. Projeto de Pier Alessio Rizzardi com a colaboração de Hsieh Ying Chun | WEAK! Architects.




 
 
Essas experiências de corredores que levam à espaços e nos trazem emoções me lembram dois locais em especial: a entrada da catedral de Brasília, onde pela primeira vez senti na prática essa sensação do recolhimento que levava da luz do espaço exterior à luz do interior, passando pela transição do confinamento do corredor. Outra vez foi quando vi a Guernica em Madrid. Ainda em um pequeno museu, passava pelo corredor de rascunhos para chegar ao espaço todo negro onde o quadro era o ponto focal. Espaços distintos, emoções intensas. Os corredores bem projetados me fascinam, talvez me despertem sensações ancestrais.  

Fotos de © Marco_Cappelletti_MG_0139


Parasite Pavilion - Venice Biennale 2014 from Studiotredici on Vimeo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ideias de como usar nichos para decorar seus espaços

Gavetas e detalhes que fazem diferença na cozinha

10 ideias de almofadas e afins para gateiros