8 Tiny cabanas para inspirar sua alma

Imagem
Na esteira das mudanças de anseios pelas quais passa a humanidade, vemos o incremento das chamadas " tiny houses ". Tiny vem do inglês muito pequeno, e assim foram batizaram casas ou cabanas com pouquíssimo espaço e muito aproveitamento. Seja para casas de veraneio, espaço de trabalho ou mesmo para residir, a experiência de viver apenas com o indispensável, parece ser das tendências mais interessantes dos tempos atuais. Até porque contrapõem de maneira bastante enfática toda uma sociedade de excessos em consumo e usos. Separei aqui 8 exemplos de tiny cabanas que são altamente inspiradoras para alimentar essa ideia de forma prática. Muitas delas são vendidas como forma pré-fabricada.  A primeira delas é  aVOID . Com 8 metros quadrados, o jovem arquiteto Leonardo di Chiara projetou uma pequena casa, inspirada em barcos de sua infância.   Pode ser acoplada a um trailer e, por meio de dobragens consegue múltiplas possibilidades de uso. E ainda conta com um mirante/janela na parte

Detalhes fazem TODA a diferença

Projeto pensado, mil ideias, circulações e programas resolvidos. E o que faz a diferença? Os detalhes.

Exatamente como na vida. A cereja do bolo. Aquela pitada de pimenta ou ingrediente secreto que é a nossa marca pessoal. Nos projetos também. Os detalhes acrescentam, dão personalidade, fazem com que a obra seja única!

Mesmo que seja em uma escada perigosa...embora ache linda a forma quase escultórica, jamais me atreveria a projetar uma que não tivesse corrimão dos dois lados e degraus antiderrapantes. Só quem nunca conviveu com crianças e idosos em casa é que acha viável trocar segurança por beleza.
Mas tem alguns detalhes que podem ficar muito bonitos e não são caros. Usando paletes pode se fazer painéis bem interessantes, inclusive com recursos de iluminação.
Nos ambientes comerciais os detalhes podem compor com perfeição. Nesse restaurante iraniano (Ator Restaurant ) as peças em madeira formam bancos e prateleiras de uma maneira que parece casual, mas que forma um conjunto bem equilibrado. E muito bonito.
E outras vezes os detalhes estão na maneira como se projeta as soluções para que elas funcionem bem. Por isso os professores na faculdade de Arquitetura batiam tanto no detalhamento. É onde o arquiteto vai colocar a sua marca no perfeito funcionamento do projeto.
Então, detalhe não é frescura. Projeto não é desenho. Solução não surge do nada. Leva tempo e estudo. E o resultado pode ser único. E seu.

Autor : Elenara Leitão
Fotos: Google e Pinterest

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ideias de como usar nichos para decorar seus espaços

Gavetas e detalhes que fazem diferença na cozinha

10 motivos para NÃO fazer arquitetura