29 de jan de 2014

Inspiração: índigo

Altamente inspirada nas postagens da Regiane Ivanski, blogueira do famoso Casa com Decoração sobre a tendência do uso do jeans na decoração na América do Norte, comecei a notar mais essa cor nas minhas pesquisas recentes. E numa delas cheguei nesse blog que também gosto muito, o 79 Ideas que fala sobre o uso do índigo e denin na decoração.

O Índigo ou anil é, segundo a Wikipédia, "a cor da luz localizada entre o azul e o violeta. Assim como muitas outras cores (como laranja, rosa e violeta), a origem do nome provém de um objeto natural - a planta índigo. Pela etimologia, do árabe annir e do persa nil (índigo)."

 
Devo dizer que sou do tempo em que não haviam disponibilidade de usar calças jeans americanas com aquele caimento e textura que hoje é tão comum. Aqui haviam as de brim coringa. Na medida em que se conseguiam as tão afamadas calças Lee, elas iam sendo aproveitadas das mais variadas maneiras. Sim, a gente reciclava. Sim, a gente customizava. E sim, elas ficavam velhas de uso. Calças viravam saias, bolsas e tudo o mais que nos viesse à cabeça. E isso era feito nas máquinas de costura de casa. 

Usar o índigo em todos os seus matizes pode valorizar qualquer ambiente. Primeiro porque as gamas de azul estão normalmente linkadas à tranquilidade e à criatividade. Uma das formas de usar é nas paredes. Sou suspeita porque adoro usar um azul jeans em uma parede para contrastar. 
Seja em revestimentos, em cortinas (adorei a transparência do azul jeans lá de cima), em painéis, detalhes ou paredes é uma cor associada por alguns místicos à cura espiritual e meditação. E cá entre nós, nesses nossos tempos estressantes, um pouco de tranquilidade é tudo de bom, não é verdade?  

Fontes das fotos: Pinterest