Pular para o conteúdo principal

Desvirtualizando amigos - Do virtual para o real

Desvirtualizar é um verbo que aprendi a conjugar com a Samantha e Cia.
A primeira vez que o ouvi, ou li, foi numa conversa em 2012, onde ela comentava que tinha desvirtualizado pessoas, ou seja conhecido ao vivo e se mexendo pessoas que eram até então virtuais, amigos da internet. Eu adorei e elegi esse verbo e conceito como as minhas metas de 2013. 

E esse mês consegui desvirtualizar duas pessoas incríveis que conheci na internet ainda nos tempos dos grupos do yahoo. O Oscar Muller, arquiteto e urbanista, gente fina pra caramba, foi um dos primeiros grandes amigos arquitetos na web. Em seguida conheci sua esposa Sil e de lá para cá, já passou mais de década entre e-mails, mensagens de grupo, telefonemas e agora mais recentemente hangouts semanais. Com ele e mais um colega arquiteto que está na Holanda, o Wagner, mantemos esses papos sobre tudo e desenvolvemos trabalhos e propostas juntos que vão desde a criação da Synapsis, elaboração de artigos, lutas por mais sustentabilidade, sugestões sobre o novo Plano Diretor de SP e o desenvolvimento de uma franquia modelo em escolas. Formamos o braço arquitetônico da Synapsis, a Synarqs.

Quando conseguimos finalmente estar junto de pessoas com quem estabelecemos relações de parceria, amizade e comunhão de ideias estreitas é que vemos que os meios virtuais são realmente ferramentas de conexão. Poderosas ferramentas. Santas e valiosas ferramentas.  
Esse apartamento aí das fotos é de um amigo em comum e já rendeu dois posts aqui no blog Reforma vai criando loft e Da cama se vê a Lua.
O Marco e a Indy construíram seu apê com muito carinho e com suas mãos, reaproveitando materiais, criando espaços e o resultado é uma casa única! 


Poucas horas, mas deu para tomar um café no Copan e conhecer a Italianinha 
que, para uma semi gringa como eu, é um sonho. Adoro pães, adoro essa ambiente com cara de empório. Pão com berinjela comprado e lá nos vamos para a morada do Oscar e da Sil. Uma coisa que eu amo em São Paulo são essas vilas. Ao lado de uma movimentada avenida e tu nem sente que está em uma metrópole fervilhante. Aberto o portão da vila, é pura tranquilidade.

Entrar em um projeto que se conhece de imagens e que se acompanhou a obra por emails é sempre fascinante. A mente de arquiteto faz as imagens do que não vê...O Oscar é daqueles Arquitetos com A maiúsculo que inventa, que faz acontecer. Cada canto da casa tem uma surpresa, um móvel que corre e revela um banheiro, um degrau que sobre e vira porta, uma geladeira que não se compra em loja, um botão no chão que liga a torneira. Gateiros como eu, as suas Marly e a Pagu tem cantos especiais na casa de onde podem controlar o movimento sem serem vistas. Um dia ele ainda escreve sobre sua casa. Ou me deixa escrever.  



Desvirtualizar é uma das metas desse ano que mais tem me dado prazer. Acho que vou ampliar para mais e mais anos. Vou deixar como meta permanente. E para simbolizar essa visita, o elefantinho da coleção da Sil agora na minha. Obrigada queridos, obrigada Vida!
Autor : Elenara Leitão

Comentários

  1. Cara amiga,

    se você gostou da "desvirtualizada", então imagine nós, que aproveitamos em dobro! Pena apenas o tempo escasso, mas é forçoso admitir, fosse quanto fosse, sempre seria pouco...

    Legal, agora nos irmanamos também nas manadas de elefantes! Agradeço pelo imerecido "A" maiúsculo, não estou com esta bola toda, é a sua generosidade falando, mas depois da tua visita, fica combinado assim: se algum dia houver algum escrito sobre minha morada, haverá de ser de tua autoria, e para tanto, será preciso nova visita, esta sem pressa, para que eu possa te mostrar cada pequeno detalhe, todos os erros e acertos, o que certamente vai levar algum tempo, para meu deleite pessoal!

    Maravilha ter trocado o abraço presencial há tanto protelado, agora quero mais!

    ResponderExcluir
  2. Nem preciso dizer que está hiper combinado, confesso que não quis perder tempo com fotografias, preferi gasta-lo com vocês já que era tão pouquinho. Abração

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Sua opinião é super importante para nós ! Não nos responsabilizamos pelas opiniões emitidas nos comentários. Links comerciais serão automaticamente excluídos

Postagens mais visitadas deste blog

Ideias de como usar nichos para decorar seus espaços

Aproveitando nichos para decorar sua casa ou seu escritório. 

Veja algumas ideias interessantes de como fazer desde pequenos detalhes que enfeitam até aproveitamento de vãos que guardam objetos e auxiliam na organização.

Simplicidade:A elegância mora nos detalhes e na síntese. Um rasgo bem usado, sem maiores excessos, apenas salientado pelo uso de cor e pequeno detalhe em madeira. Atentem para a iluminação nas laterais e em como o rodapé acompanha o rasgo.

Transparência e estrutura em madeira na nova loja da Apple na Tailândia

Uma grande árvore em madeira cercada por um fechamento em vidro é a aparência da maior loja da Apple na Tailândia. Projetada pelo renomado estúdio de Foster + Partners foi inaugurada em julho de 2020, em plena pandemia.

Batizada de Apple Central World, a loja tem um diâmetro de 25 metros e sua forma foi gerada por uma curva de Bezier 360 °, uma curva paramétrica usada em computação gráfica. Veja AQUI mais detalhes de como foi feito.

Todos sabemos que a Apple segue o conceito de se diferenciar em inovação e as suas lojas representam esse modo de se posicionar no mercado. Na nova loja asiática são usados 1461 perfis de carvalho branco europeu no revestimento da coluna de suporte do telhado. 


A aparência interna é de um grande tronco que sustenta a copa de madeira em balaço. Uma escada de aço inoxidável serve de conexão para os andares. O prédio tem um fechamento totalmente envidraçado o que permite a visão da cidade e a transparência externa para quem vê o prédio que se mostra e convida ao…

Buhais Geology Park, inspiração em ouriços de 65 milhões de anos

O Buhais Geology Park é um local de magnífica importância pré-histórica e geológica, localizado nos Emirados Árabes Unidos. Há evidências científicas de que foi um mar cerca de 65 milhões de anos atrás. Para expor as coleções de fósseis marinhos e outros objetos relevantes da eras da Pedra, Bronze e Ferro, o escritório Hopkins Architects projetou cinco interessantes espaços circulares, interconectados e que servem para acomodar não apenas as áreas de exposição, mas também várias instalações para visitantes, entre elas um teatro e um café. 


Segundo o site dos arquitetos, a inspiração para a forma dos espaços de exposição foram os ouriços fossilizados. Para não causar muitos danos ao meio ambiente, as edificações "foram projetados como estruturas de concreto pré-fabricado e apenas tocam levemente o solo em discos de fundação de concreto armado in-situ."



As estruturas de concreto são revestidas com painéis de aço coloridos para se adequarem à paisagem. Estes painéis, que dão a ap…

Wave House, debruçada na encosta como ondas no mar

Por onde se olha só se vê "cachotinhos" na Arquitetura. Emoldurados com vários materiais, porta gigantesca, uma que outra mudança, mas na forma quase tudo igual. Cansa, né. Talvez por isso esse projeto todo personalizado tenha me chamado a atenção. É único. Não obedece muitas fórmulas, aproveita uma vista maravilhosa no Rio de Janeiro e se debruça sobre o mar como ondas, a sua inspiração. Projeto de Mareines Arquitetura e Patalano Arquitetura

Um terreno estreito e magnifico, um projeto que aproveita a vista e usa a complexidade da cobertura de vigas curvas de madeira laminada para proteção contra o sol. Pilares de aço galvanizado suportam as vigas. 


Os espaços internos se estendem por quatro pavimentos, belamente decorados e unidos por escadas e elevador, quase todos privilegiando a vista sobre o mar e garantindo a privacidade dos moradores.


Gosto das soluções arquitetônicas que realmente se debruçam sobre o programa, sobre o terrenos e os condicionantes e vai além da receita d…