8 Tiny cabanas para inspirar sua alma

Imagem
Na esteira das mudanças de anseios pelas quais passa a humanidade, vemos o incremento das chamadas " tiny houses ". Tiny vem do inglês muito pequeno, e assim foram batizaram casas ou cabanas com pouquíssimo espaço e muito aproveitamento. Seja para casas de veraneio, espaço de trabalho ou mesmo para residir, a experiência de viver apenas com o indispensável, parece ser das tendências mais interessantes dos tempos atuais. Até porque contrapõem de maneira bastante enfática toda uma sociedade de excessos em consumo e usos. Separei aqui 8 exemplos de tiny cabanas que são altamente inspiradoras para alimentar essa ideia de forma prática. Muitas delas são vendidas como forma pré-fabricada.  A primeira delas é  aVOID . Com 8 metros quadrados, o jovem arquiteto Leonardo di Chiara projetou uma pequena casa, inspirada em barcos de sua infância.   Pode ser acoplada a um trailer e, por meio de dobragens consegue múltiplas possibilidades de uso. E ainda conta com um mirante/janela na parte

Assentamentos urbanos - novos desafios




Um resumo de um artigo bem interessante que li AQUI e que fala sobre o crescimento dos assentamentos urbanos.


Sabemos que nossas cidades crescem a ritmo alucinante e é preciso estar atento a como serão inseridas as pessoas e como a grande tecnologia digital, hoje disponível, pode vir a ser um grande aliado. E como promover essa inclusão e mobilidade digital.

O equilíbrio das tensões sociais e como resolve-las é um grande impasse de nossas urbes. Segundo o texto as principais incertezas que devem ser enfrentadas no sentido de promover um equilibrio são:
  • Que oportunidades econômicas a tecnologia de informação urbana deve fornecer aos grupos excluídos?
  • Que novas exclusões podem surgir a partir de novos tipos de dados sobre a cidade e seus cidadãos?
  • Como as comunidades podem alavancar essas tecnologias de informações urbanas para melhorar a prestação de serviço, transparência e envolvimento do cidadão?
Pensar na promoção da mobilidade digital se torna a cada dia mais premente.

Com uma população cada dia mais conectada o "futuro não será apenas um fluxo de tecnologias avançadas de Norte a Sul, mas uma complexa teia de experiências ágeis e boas ideias." 


Como essas experiências vão se compor e como serão nos novos modelos gerados a partir daí é que mostrarão as verdadeiras inovações e desafios a enfrentar.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ideias de como usar nichos para decorar seus espaços

Gavetas e detalhes que fazem diferença na cozinha

10 motivos para NÃO fazer arquitetura