MG08 habitação flexível

Imagem
Habitar uma casa movimenta uma série de sonhos e emoções. Possuir uma casa evoca ancestrais desejos de segurança. Mas nem sempre as necessidades permanecem as mesmas. As situações de fora e de dentro se modificam e pedem espaços que sejam flexíveis. A Maria Guerrero, também conhecida como MG08 em Madri, projetada pelo Studio Burr , foi pensada para ser uma habitação que possa ser transformada de acordo com essas novas necessidades dos moradores.   María Guerrero é uma casa que nasceu dividida em duas. Para poderem arcar com os custos de aquisição e construção, os habitantes deste empreendimento iniciam a sua vida neste espaço ocupando metade da casa e alugando a outra metade como habitação independente. Apesar da narrativa interessante, me pareceu muito com essas casas geminadas onde se coloca uma parede no meio, que pode ser removível se houver interesse em unir os espaços. Algo que já vem sendo usado e que, com um nome interessante, chama mais a atenção.  Segundo o site dos arquiteto

Um edifício emocional - Libeskind em Porto Alegre


Eu já tinha feito um post sobre essa obra para o blog Casa com Design logo que soube da noticia de que Porto Alegre teria um projeto de Daniel Libeskind. 

Achei que seria um alarde na cidade e nos meios de comunicação, inclusive nacionais, mas para minha surpresa não vi mais nada sobre isso. Talvez isso revele o quanto a Arquitetura deixou de ser discutida nesse país.

Mas esses dias recebo um e-mail de um cliente, Silvio Lewgoy (que aliás sempre me brinda com assuntos super interessantes) com indicação para esse vídeo que coloquei abaixo e falando sobre como surgiu esse projeto para o Shofar Center de Porto Alegre.

Segundo o e-mail que recebi  " ...Daniel faz sempre questão de selecionar e visitar, previamente, as cidades candidatas a sediar seus prédios, recusando-se, por uma questão de princípios, a elaborar projetos para países não democráticos. No caso do Museu Judaico de Berlim, para citar um exemplo, seu escritório novaiorquino se transferiu com armas e bagagens para aquela cidade alemã, pois ele quis acompanhar de perto, entre 1993 e 1998, a execução do audacioso e simbólico projeto...."

Sobre  Porto Alegre : "...Convidado a proferir palestra no Seminário Fronteiras do Pensamento organizado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, ao passar pelo entorno da Praça da Alfândega, na capital gaúcha, vislumbrou uma enorme quantidade de estandes cercados por um formigueiro de gente. Pediu ao motorista que parasse o carro e saiu caminhando, curioso, para saber do que se tratavaEra a Feira do Livro, que atrai, há 57 anos, multidões de leitores de todas as faixas etárias. Tinha até uma banca com obras literárias em polonês e o livreiro não só o reconheceu como desandou a falar na língua-mãe. O coração de Libeskind começou a amolecer e ele ficou tão encantado com Porto Alegre que chegou a comentar que aquela seria uma cidade para a qual ele adoraria desenvolver um projeto...." 

Até pode ser exagero e estar de acordo com a nossa elevada auto estima Porto Alegrense. Mas é uma explicação bonita para um prédio que tem tudo para mexer com um certo marasmo arquitetônico nessa cidade. Um Siza, um Libeskind, mesmo que criticados por uns e outros  sempre serão um marco a ser visto, analisado, gostado ou não. E isso é muito mais que a indiferença. 
  
Leia mais opiniões aqui  e aqui

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ideias de como usar nichos para decorar seus espaços

Gavetas e detalhes que fazem diferença na cozinha

10 ideias de almofadas e afins para gateiros