Pular para o conteúdo principal

PUFT - nuvem passageira

Foto Elenara Stein Leitão
Hoje o grande boom é navegar em nuvem, nem precisa deixar nada no computador, pode armazenar na nuvem. Ótimo. Conceito nota 1000. Mas...e quando a nuvem faz PUFT. Some. Desaparece. Vira nuvem passageira ? 


Não adianta escrever meu nome numa pedra
Pois esta pedra em pó vai se transformar
Você não vê que a vida corre contra o tempo
Sou um castelo de areia na beira do mar



Vejam o que aconteceu com o Megaupload. E nem estou falando em pirataria, mas em armazenar arquivos. Videos pessoais, fotos, sei lá. Outro exemplo: há mais de cinco anos temos fotologs para trocar vivências com parentes. Reunimos fotos, depoimentos, coisas tão preciosas que não tem preço. Já virou hábito de gente que mora desde o Brasil até a Austrália começar o dia e dar uma passada no fotolog. E olha só o que acontece: alguém resolve modernizar o sistema, não avisa para que a gente possa gravar, e de uma hora para outra somem todos (sim, eu disse TODOS) os depoimentos de mais de cinco anos. De gente que já partiu, de relatos preciosos. PUFT. Sumiu. Esperamos que seja uma fase e volte. Mas...e se não voltar ???


E já imaginou deixar os projetos armazenados assim ??? Hoje mesmo está bem complicado recuperar projetos com profissionais depois de cinco anos de prédio pronto. Pane no computador ? PUFT. E aí ????


Então, vão me desculpar, mas essa coisa de nuvem ainda me soa muito passageira. Se até o Google falha, imagine o resto. Já imaginaram se o Facebook some. Ou melhor PUFT ?


Pode que a nova geração que está mais acostumada a deletar tudo não se incomode tanto com o sumir das coisas. Que o nunca mais seja mais leve para eles. Mas para mim, confesso, isso assusta.


Eu sou nuvem passageira
Que com o vento se vai
Eu sou como um cristal bonito
Que se quebra quando cai



Comentários

  1. Nem me fale...
    Falta de respeito!
    Se pelo menos eu soubesse teria feito uma impressão de tudo.
    Lembrei que você imprimiu tudo pro Tio Paulo no aniversario dele. Pelo menos ele tem uma parte.
    Ainda torcendo pra que tudo volte ao normal.
    Bjs,
    Fernanda

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Sua opinião é super importante para nós ! Não nos responsabilizamos pelas opiniões emitidas nos comentários. Links comerciais serão automaticamente excluídos

Postagens mais visitadas deste blog

Ideias de como usar nichos para decorar seus espaços

Aproveitando nichos para decorar sua casa ou seu escritório. 

Veja algumas ideias interessantes de como fazer desde pequenos detalhes que enfeitam até aproveitamento de vãos que guardam objetos e auxiliam na organização.

Simplicidade:A elegância mora nos detalhes e na síntese. Um rasgo bem usado, sem maiores excessos, apenas salientado pelo uso de cor e pequeno detalhe em madeira. Atentem para a iluminação nas laterais e em como o rodapé acompanha o rasgo.

Transparência e estrutura em madeira na nova loja da Apple na Tailândia

Uma grande árvore em madeira cercada por um fechamento em vidro é a aparência da maior loja da Apple na Tailândia. Projetada pelo renomado estúdio de Foster + Partners foi inaugurada em julho de 2020, em plena pandemia.

Batizada de Apple Central World, a loja tem um diâmetro de 25 metros e sua forma foi gerada por uma curva de Bezier 360 °, uma curva paramétrica usada em computação gráfica. Veja AQUI mais detalhes de como foi feito.

Todos sabemos que a Apple segue o conceito de se diferenciar em inovação e as suas lojas representam esse modo de se posicionar no mercado. Na nova loja asiática são usados 1461 perfis de carvalho branco europeu no revestimento da coluna de suporte do telhado. 


A aparência interna é de um grande tronco que sustenta a copa de madeira em balaço. Uma escada de aço inoxidável serve de conexão para os andares. O prédio tem um fechamento totalmente envidraçado o que permite a visão da cidade e a transparência externa para quem vê o prédio que se mostra e convida ao…

Buhais Geology Park, inspiração em ouriços de 65 milhões de anos

O Buhais Geology Park é um local de magnífica importância pré-histórica e geológica, localizado nos Emirados Árabes Unidos. Há evidências científicas de que foi um mar cerca de 65 milhões de anos atrás. Para expor as coleções de fósseis marinhos e outros objetos relevantes da eras da Pedra, Bronze e Ferro, o escritório Hopkins Architects projetou cinco interessantes espaços circulares, interconectados e que servem para acomodar não apenas as áreas de exposição, mas também várias instalações para visitantes, entre elas um teatro e um café. 


Segundo o site dos arquitetos, a inspiração para a forma dos espaços de exposição foram os ouriços fossilizados. Para não causar muitos danos ao meio ambiente, as edificações "foram projetados como estruturas de concreto pré-fabricado e apenas tocam levemente o solo em discos de fundação de concreto armado in-situ."



As estruturas de concreto são revestidas com painéis de aço coloridos para se adequarem à paisagem. Estes painéis, que dão a ap…

Wave House, debruçada na encosta como ondas no mar

Por onde se olha só se vê "cachotinhos" na Arquitetura. Emoldurados com vários materiais, porta gigantesca, uma que outra mudança, mas na forma quase tudo igual. Cansa, né. Talvez por isso esse projeto todo personalizado tenha me chamado a atenção. É único. Não obedece muitas fórmulas, aproveita uma vista maravilhosa no Rio de Janeiro e se debruça sobre o mar como ondas, a sua inspiração. Projeto de Mareines Arquitetura e Patalano Arquitetura

Um terreno estreito e magnifico, um projeto que aproveita a vista e usa a complexidade da cobertura de vigas curvas de madeira laminada para proteção contra o sol. Pilares de aço galvanizado suportam as vigas. 


Os espaços internos se estendem por quatro pavimentos, belamente decorados e unidos por escadas e elevador, quase todos privilegiando a vista sobre o mar e garantindo a privacidade dos moradores.


Gosto das soluções arquitetônicas que realmente se debruçam sobre o programa, sobre o terrenos e os condicionantes e vai além da receita d…