MG08 habitação flexível

Imagem
Habitar uma casa movimenta uma série de sonhos e emoções. Possuir uma casa evoca ancestrais desejos de segurança. Mas nem sempre as necessidades permanecem as mesmas. As situações de fora e de dentro se modificam e pedem espaços que sejam flexíveis. A Maria Guerrero, também conhecida como MG08 em Madri, projetada pelo Studio Burr , foi pensada para ser uma habitação que possa ser transformada de acordo com essas novas necessidades dos moradores.   María Guerrero é uma casa que nasceu dividida em duas. Para poderem arcar com os custos de aquisição e construção, os habitantes deste empreendimento iniciam a sua vida neste espaço ocupando metade da casa e alugando a outra metade como habitação independente. Apesar da narrativa interessante, me pareceu muito com essas casas geminadas onde se coloca uma parede no meio, que pode ser removível se houver interesse em unir os espaços. Algo que já vem sendo usado e que, com um nome interessante, chama mais a atenção.  Segundo o site dos arquiteto

Construsul e as eco novidades

Eu nem devia dizer, mas a foto é minha... 
Todos os anos eu reservo uma tarde para conferir as novidades da Construsul.
Ano passado já foi uma loucura para conseguir chegar até a FIERGS em Porto Alegre, penei uma meia hora em poucos metros na entrada tamanho congestionamento. Esse ano, com a Indústria da Construção Civil super aquecida não poderia ser diferente. Essa foto, com o meu dedo na frente, foi tirada do celular na entrada, esperando abrirem os portões e curtindo o sol que fazia em Porto Alegre, depois de dias chuvosos. 


fonte
Uma grande exposição e bem que podiam fazer corredores maiores. O túnel de entrada e a falta de saídas dentro do salão dificultam um pouco a vida da gente. Mas tudo bem, é bom ter um contato direto com o material, poder tirar dúvidas e ver as novidades. Muitos materiais com rótulo ECO. Bom sinal em um setor que alavanca tanto progresso. Não tive muito tempo para pesquisar a fundo se esse ECO é verdadeiramente verde, de modos que vou apresentar alguns produtos que me chamaram a atenção assim como recebi. Em tempo, esse blog e esse post não são patrocinados.


Gostei de um isolante termoacústico, o Isofoft, que é feito de lã de garrafas PET, é 100% reciclável, antialérgico, anti-mofo e dispensa o uso de EPI`s. Com   o uso cada dia mais corrente das paredes drywall e do sistema steel frame, o uso desses isolantes são indispensáveis e nada melhor que sejam sustentáveis. E ele ainda pode ser usado como suporte de painéis plotados como nesse projeto dos arquitetos Andrea Tombo e Lucia Molinari, Ana Paula Magalhães e José Marcelino e do artista plástico Duda Bastos na Casa Cor Bahia. Trinta garrafas PET são utilizadas para fabricar um metro quadrado de ISOSOFT. 
Esqueci de pegar o link de onde tirei a foto....
Ainda nessa linha de mantas para piso e cobertura temos a Ebios que também diz ser 100% reciclável, antialérgico e de fácil aplicação. E falando em construção com drywall, a nova redação da resolução do Conama definiu que o gesso é totalmente reciclável.Veja AQUI  


E essa solução para água da chuva de fácil instalação e de custo acessível que vem da Austrália e que não necessita de energia elétrica. É um sistema que inclui um Separador de Folhas que desvia toda sujeira com mais de 1mm, um Separador de Fluxo, que separa a primeira água da chuva, reservatório. Maiores detalhes AQUI  e nos videos abaixo.
Fonte Harvesting do Brasil
    


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ideias de como usar nichos para decorar seus espaços

Gavetas e detalhes que fazem diferença na cozinha

10 ideias de almofadas e afins para gateiros