MG08 habitação flexível

Imagem
Habitar uma casa movimenta uma série de sonhos e emoções. Possuir uma casa evoca ancestrais desejos de segurança. Mas nem sempre as necessidades permanecem as mesmas. As situações de fora e de dentro se modificam e pedem espaços que sejam flexíveis. A Maria Guerrero, também conhecida como MG08 em Madri, projetada pelo Studio Burr , foi pensada para ser uma habitação que possa ser transformada de acordo com essas novas necessidades dos moradores.   María Guerrero é uma casa que nasceu dividida em duas. Para poderem arcar com os custos de aquisição e construção, os habitantes deste empreendimento iniciam a sua vida neste espaço ocupando metade da casa e alugando a outra metade como habitação independente. Apesar da narrativa interessante, me pareceu muito com essas casas geminadas onde se coloca uma parede no meio, que pode ser removível se houver interesse em unir os espaços. Algo que já vem sendo usado e que, com um nome interessante, chama mais a atenção.  Segundo o site dos arquiteto

Dewey Readmore Books - Cats of Iowa

Eu descobri esse delicioso livrinho através da dica da minha amiga Ada.
E com a biografia desse carismático felino podemos também tecer considerações sobre o seu habitat, a Biblioteca de Spencer, cidade localizada no estado de Iowa. EUA. Quem pensa que edifícios se resumem a projetos fantásticos, não percebe que os espaços são feitos também de percepções e sentimentos.
A foto ao lado mostra a Biblioteca de Spencer, construída no começo do século passado. Um exemplar das Bibliotecas Carnegie. O projeto dessas bibliotecas, mais de 2500, incrementava a comunicação entre a bibliotecária e o público, incentivando a esse o descobrir seus próprios livros. Há uma descrição interessante delas em um dos capítulos do livro, onde são descritas como a biblioteca da infância das pessoas: "essas bibliotecas pareciam projetadas para fazer as crianças acreditarem que você poderia se perder lá dentro, e ninguém jamais o encontraria- e isso seria a coisa mais maravilhosa que poderia acontecer."

Na década de 70, foi derrubada para dar lugar a uma biblioteca maior. E segundo a autora, um desastre, já que nada tinha a ver com a arquitetura local de Spencer.
Toda em concreto, era gélida, parecendo um bunker. "Para dizer de maneira mais simples, o prédio não era adequado para uma cidade como Spencer..... A fachada não combinava com o entorno. O interior não era prático nem simpático. Não fazia você querer sentar e relaxar. Era frio em todos os sentidos."
Mas graças a uma reforma interna, mudando cores e espaços, e ao gatinho Dewey, essa biblioteca ganhou vida e se tornou um local mais acolhedor, visitado por milhares de pessoas.
Ou seja, um espaço é realmente bem mais do que apenas aspectos físicos e por isso temos que tomar cuidado ao pensar um projeto sem pensar nos seres que o ocuparão.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ideias de como usar nichos para decorar seus espaços

Gavetas e detalhes que fazem diferença na cozinha

10 ideias de almofadas e afins para gateiros