MG08 habitação flexível

Imagem
Habitar uma casa movimenta uma série de sonhos e emoções. Possuir uma casa evoca ancestrais desejos de segurança. Mas nem sempre as necessidades permanecem as mesmas. As situações de fora e de dentro se modificam e pedem espaços que sejam flexíveis. A Maria Guerrero, também conhecida como MG08 em Madri, projetada pelo Studio Burr , foi pensada para ser uma habitação que possa ser transformada de acordo com essas novas necessidades dos moradores.   María Guerrero é uma casa que nasceu dividida em duas. Para poderem arcar com os custos de aquisição e construção, os habitantes deste empreendimento iniciam a sua vida neste espaço ocupando metade da casa e alugando a outra metade como habitação independente. Apesar da narrativa interessante, me pareceu muito com essas casas geminadas onde se coloca uma parede no meio, que pode ser removível se houver interesse em unir os espaços. Algo que já vem sendo usado e que, com um nome interessante, chama mais a atenção.  Segundo o site dos arquiteto

Depois do ciclone

Vem a bonança...

Um ciclone extra tropical se abateu sobre a região sul e Porto Alegre também foi atingida.

E nessas horas tendemos a refletir que, e
mbora tenhamos passado por poucos problemas relativamente a quem perdeu tudo, somos muito dependentes da tecnologia. E percebemos também a necessidade de ter coisas simples dentro de casa, como velas, fósforos e um RÁDIO A PILHA. Sem ele fica-se completamente desligado do mundo.

Quinze horas sem luz, mas com banho graças à caldeira, e com elevador graças ao gerador do prédio, luxos que nessas horas mostram a sua utilidade. E que raros prédios urbanos contam como equipamentos. É verdade que a primeira encarece o condomínio, mas tanto uma como o outro são bem mais valiosos que muitos barbecue rooms ou sabeselaoque room, que também encarecem os condomínios modernos, sem tanta utilidade.

Devemos também repensar nossas cidades, adensadas exaustivamente e sem a infra estrutura necessária para escoar tantos dejetos que a nossa perdulária sociedade exaure. Árvores entocadas em calcadas sem a devida respiração, pavimentos sem drenagem, canais e bocas de lobo entupidas com sujeira jogada pelos habitantes agravam catástrofes ambientais que, infelizmente, estão se tornando mais comuns.

Hora de compreender que um mundo saudável se constrói pela consciência de todos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ideias de como usar nichos para decorar seus espaços

Gavetas e detalhes que fazem diferença na cozinha

10 motivos para NÃO fazer arquitetura