Publicidade

Postagem em destaque

10 Lições que aprendi na faculdade de Arquitetura

Recebo algumas correspondências falando de como os leitores gostaram dessa ou de outra postagem aqui do blog. E sempre fico super feliz! É ...

2014/09/22

O que é para mim essa tal de Elegância?

Elenara Elegante - recebi esse elogio da querida Claudia Giane No último encontro do Viva Positivamente (falei sobre ele AQUI). E as amigas Flavia, Simone, Regiane e Luciana concordaram. E da brincadeira fiquei pensando sobre o que seria essa tal de elegância?

Para mim passa por ter estilo próprio. Sabe quando a gente se veste ou compra, ou mesmo decora, sem seguir tendências como receita de bolo? O melhor termômetro passa pelo se sentir bem.

Por exemplo, gosto de aproveitar peças boas e básicas. E jogar com lenços e acessórios. Faço isso nos ambientes que projeto também. Dou preferência por ousar em tudo o que posso mudar com facilidade e deixar as peças e paredes mais permanentes com cores e revestimentos que não sejam datados. Uma relação custo-benefício que permeia minhas escolhas. 

Para mim o menos é mais. Mas não sou absolutamente uma pessoa minimalista. Ao contrário, sou acumuladora. Combino peças de mais de 20 anos de uso com as mais modernas. Também faço isso ao combinar objetos de grande valor afetivo com peças mais atuais. Gosto de me vestir com simplicidade. Gosto também de ambientes confortáveis. Mas ambos com personalidade. 

Procuro roupas que me caiam bem. As vezes as encontro em liquidações, outras vezes são peças mais caras. Já aprendi que nem sempre grife é sinônimo de qualidade. Mas aprendi também que peças mais caras que possam durar e ser bem usadas são mais baratas que aquela oferta baratinha comprada no impulso, mas que vai ser deixada no armário. Pensar a longo prazo, inclusive ao vestir. Essa sou eu, e meu estilo de elegância.

Compras baseadas no gostar, no amor. Mais que no que acho que vou usar. Mas sem rigidez que essas regras já deram errado alguma que outra vez. Mas no geral funcionam.

E o fundamental: Para mim uma das características das pessoas verdadeiramente elegantes é tratar a todos com gentileza e educação. Quem se acha mais por titulo ou conta bancária é muito pobre no meu critério pessoal.    
Não adianta mesmo. Tratar com rispidez ou ignorar as pessoas que não possam nos trazer algum benefício aparente ou que estejam abaixo em nosso pretenso patamar cultural/social/monetário é sumamente deselegante. E não há roupa grifada que ajude.
E apesar das restrições ao autor da frase que conheço desde os tempos em que era Bhagwan Shree Rajneesh ( e eu tenho quase todos os livros dele) concordo com a frase acima. Seguir o que faz o coração vibrar é muito elegante. Seguir rigidamente gurus, crenças, ideologias, etc, etc para mim é muito chato, mais que deselegante. Mas essa é uma opinião pessoal e não a coloco como regra para ninguém. 

Coloque o nariz para cima para enfrentar o mundo de cima, já dizia minha mãe, mas procure respeitar as outras pessoas, acreditar na liberdade e na autonomia dos outros e se amar. Isso é sumamente elegante. Olhe para si mesmo com o olhar de admiração, escolha o que lhe faça feliz seja na roupa seja na decoração de sua casa.  Esse é um dos segredos da elegância.

E fiz uma brincadeira com o look que escolhi para ir ao piquenique no Rio e que me gerou o apelido de Elenara Elegante: Uma mistura de peças de liquidação, com peças herdadas antigas, peças de valor familiar afetivo e modernas. Essa sou eu.


Comentários
1 Comentários

1 Opiniões:

Um comentário pertinente, só para comemorar o novo blog (http://elenaraelegante.blogspot.com.br/) e deixar meus parabéns.

Publicidade

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More