26 de dez de 2013

Uma casa de cristal, ou quase

Todos sabemos que os nossos dias estão sepultando a privacidade, que nos expomos em redes públicas, escancarando nossas vidas. Mas chegaremos a viver com cubos de cristal? Ou vidro? Ou em completa transparência?

Pois é o que parece propor o arquiteto japonês Sou Fujimoto, um dos mais instigantes profissionais de sua geração. Suas obras,  como a biblioteca Musashino Art University , Casa N, e a '21st Century Oasis " são exemplos de um trabalho que se caracteriza pela independência e experimentação.  

Fonte dessa e de outras casas instigantes AQUI




E aí? Se arriscariam? Eu creio que não, mas gostei do resultado formal. Só não me agradam os fios elétricos nas ruas. Nem aqui, nem acolá.


Ah! Cortinas! Nem eles aguentaram tamanha exposição se até o banheiro era exposto! Será o nosso futuro? Usar cortinas para nos proteger da nossa própria necessidade de nos mostrar? O futuro nos dirá.