Publicidade

Postagem em destaque

10 Lições que aprendi na faculdade de Arquitetura

Recebo algumas correspondências falando de como os leitores gostaram dessa ou de outra postagem aqui do blog. E sempre fico super feliz! É ...

2012/02/17

Pequeno, pero destruidor

Acervo pessoal da Arquiteta
Um queijo suiço ??? Não, isso ERA um armário antes dos cupins se mudarem para ele. Esses bichinhos pequenos vão surgindo em bandos, principalmente nos dias quentes quando entram em bandos alados em janelas abertas e vão se infiltrando em madeiras moles, em papéis, em tudo o que a sua fome voraz achar por perto para comer. E destruir.
Acervo pessoal da arquiteta
Primeiro a gente vê as asinhas. Depois aquela poeira fina que são os dejetos da comilança. Depois os furinhos na madeira. E aí...já é tarde. A gente faz de tudo, tratamentos cupinicidas, se entope de veneno para ver se acaba com eles, mas é mais fácil acabar conosco e com a nossa saúde.


Por isso o cuidado com as janelas. Telas sempre e bastante pequenas para evitar que entrem. Fecha-las cedo porque em geral eles atacam no começo da noite, perto do entardecer dos dias quentes.


Usar madeiras nobres. E checar bem porque junto com as madeiras nobres sempre vem uma ripinha de madeira mole, e aí já viu, é a festa dos bichos. Usar madeiras que já venham tratadas.  


E se alguém souber de algum tratamento que não seja agressivo ao meio ambiente me avise...

Comentários
0 Comentários

Publicidade

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More