Publicidade

Postagem em destaque

10 Lições que aprendi na faculdade de Arquitetura

Recebo algumas correspondências falando de como os leitores gostaram dessa ou de outra postagem aqui do blog. E sempre fico super feliz! É ...

2008/11/11

Batida do ponto


Quem é Porto Alegrense sabe que a época da Feira do Livro é aguardada com ansiedade. Um mês antes se adia a compra de livros, esperando pelas barracas da Praça.
Desde que me conheço por gente compareço à Feira do Livro. Como essa é a 54ª, e eu comecei a ir com uns cinco anos, eu devo ter estreado nelas pela 8ª ou 9ª edição. Era uma festa! Ganhei minha coleção do Monteiro Lobato assim.

A Arte de Ler
O leitor que mais admiro é aquele que não chegou até a presente linha. Neste momento já interrompeu a leitura e está continuando a viagem por conta própria.Mário Quintana

Nesse ano não podia ser diferente. Em geral tiro um dia especial para as compras. De preferência no começo da tarde e em dias ensolaradas que é para acirrar o clima de festa. Não procurei pechinchas em balaios esse ano. Já percebi que a alguns anos elas não são mais AQUELE achado especial. Melhor mesmo comprar os livros que queremos, e esses estão caros...Livros são caros nesse país de poucos leitores. E ver a magia que eles exercem nas pessoas em plena praça, ao alcance das mãos, gera uma inquietude interna. Como faltam bibliotecas que permitam a leitura.... Porque por mais que a Internet nos coloque em contato com as novidades, nada como folhear um livro. A viagem mental que fazemos é inigualável.

Cartaz para uma feira do livro
Os verdadeiros analfabetos são os que aprenderam a ler e não lêem.Mário Quintana

Saí de lá carregada (10 livros!), mãos lotadas e coração leve. Leituras me aguardam.
Minhas compras: A Cor no processo criativo, Desenho Universal, Mente Criativa e Dewey, um gato entre livros. Não achei ainda Arquitetura e Filosofia e Um Toque na Estrela. Os outros ? Livros de história do Rio Grande do Sul, predileção da família.

Com o passar dos anos me tornei um pouco mais seletiva ao comprar livros, ou foi o bolso que pesou mais. Mas ainda guardo a volúpia de possuir livros, de tê-los ao alcance da mão, folhear e não necessariamente ler todos. Mas saber que estão ali, na minha estante, me esperando para a hora em que precise deles.

Citação
De um autor inglês do saudoso século XIX: "O verdadeiro gentleman compra sempre três exemplares de cada livro: um para ler, outro para guardar na estante e o último para dar de presente."Mário Quintana

Comentários
3 Comentários

3 Opiniões:

Essa é mais uma daquelas coisas que nos fazem ter orgulho de Porto Alegre.

Eu não fui esse ano. Deveria ter ido, talvez achasse uns livros que não encontro em lugar nenhum:

"O Poder Secreto", de Armindo Abreu e "As Portas da Percepção", de Aldous Huxley

Pois encontras um deles aqui em casa: As Portas da Percepção e Céu e Inferno que, pela data, devo ter comprado na Feira de 1982. Querendo emprestado é só falar.
E ainda tem tempo de garimpar algo esse ano, ou só passear por lá...
beijos
Elenara

Confesso que não tenho comprado muitos livros, tenho lido mais revistas.
Li uma entrevista da Heloisa Buarque de Holanda na qual ela comenta sobre a Não Editora http://www.naoeditora.com.br que é daí do Sul.

Boa Tarde!

Publicidade

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More