Pular para o conteúdo principal

Breve história da Arte - um guia de bolso

Aproximadamente 16000 anos separam as duas imagens.  
Wikipedia Commons
Pintura de Pablo Picasso

As pinturas rupestres da Grande Sala dos Touros em Lascaux na França, uma das primeiras representações humanas conhecidas e o Mural de Guernica, pintado por Pablo Picasso em 1937 e considerado como uma “declaração de guerra contra a guerra e um manifesto contra a violência”.

Desde que o mundo se fez mundo para seres humanos, procura-se saber mais sobre o que fizeram os homens e mulheres de antes e o que pensavam, talvez no intuito de nos sabermos mais como seres que pensam, sentem e reflexionam sobre o mundo. 

Seres humanos nos mostraram e mostram através dos séculos como sentiram suas épocas, suas inquietações, suas visões. Através de suas obras podemos, sem palavras ou com elas, não apenas sentir, mas nos instigar descobertas em nós mesmos. A isto chamamos Arte.

Arte serve para iluminar nossas vidas. Sinto que cada momento marcante, onde me sinto mais perdida ou destruída, a arte me traz de volta para mim mesma. Me humaniza. O olhar que fotografa. O traço do artista que surpreende. O modelo que já morreu faz tanto tempo em um tempo e uma época que só visitei em livros, me olha agora, vivo e real. Tempo deixa de existir. Tudo ali é atemporal. O sentimento do artista medieval que surpreende pelo surrealismo, a fé que dava recados, a ambiguidade do artista que pintava nobres para sustentar sua arte mais real, a que retratava a tristeza de sua gente (Elenara Leitão)
Confesso a vocês que não tive uma formação profunda em arte. Não saberia dizer porque existiu uma técnica, como os movimentos artísticos aconteceram e  evoluíram. Posso me debruçar encantada sobre obras, mas para saber mais sobre elas tenho que pesquisar em vários locais. 

Não mais. Acabo de ganhar um livro que em uma edição primorosa é uma guia de bolso para os iniciantes desta viagem incrível que é o conhecimento das realizações artísticas humanas. 
De maneira didática e muito amigável a autora nos leva pela história dos movimentos artísticos, mostrando de maneira resumida a época, locais, o que expressavam e fatos relevantes sobre eles. Enfim, um panorama que nos leva rapidamente a ter uma ideia de como a arte se expressava através dos tempos.
Após esta breve viagem pelo geral, ela nos convida para saber um pouco mais sobre algumas obras expressivas destes movimentos, nos abrindo a mente para maiores detalhes. (E aqui lhes digo que cada obra relevante mereceria quase um tratado para ser bem descoberta, tanta riqueza encontramos no sentir dos artistas). Mas mesmo uma breve visita (que perpassa 18000 anos de arte)  é um refresco na alma e uma porta aberta para que nos aprofundemos mais e mais.

E ainda vamos passar pela visão dos temas e em como são retratados por artistas de variadas épocas. E aqui uma frase citada no livro resume bem:
"Se eu pudesse expressar isso com palavras, não haveria razão para pintar" Edward Hopper  
E terminamos esta pequena imersão no mundo das artes sabendo mais sobre as técnicas usadas por artistas, sua evolução e materiais usados e vemos que elas, muitas vezes, são igualmente usadas por artistas de ontem e de hoje.   


Breve história da arteUm guia de bolso para os principais gêneros, obras, temas e técnicas - Susie Hodge

Breve história da arte é uma maneira inovadora de apresentar ao leitor o mundo da arte. Estruturado de maneira simples, o livro explora cinquenta obras fundamentais, das pinturas rupestres de Lascaux às instalações contemporâneas, relacionando-as aos movimentos, temas e técnicas artísticas mais importantes.
Em linguagem acessível, conciso e ricamente ilustrado, este livro explica como, quando e por que a arte mudou, quem introduziu determinadas coisas, o que eram elas, onde foram produzidas e qual é a sua importância. Ele desmitifica o jargão artístico, permitindo que o leitor possa compreender e apreciar de forma profunda e abrangente as mudanças da arte ao longo dos tempos.

Ilustrações:

  • Mural da Guernica - Papamanila (Wikipedia Commons)
  • Lascaux painting - Prof saxx (Wikipédia Commons)
  • Fotos do livro - GG Brasil
Nos siga também nas redes sociais

Twitter Flipboard Facebook Instagram Pinterest


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ideias de como usar nichos para decorar seus espaços

Aproveitando nichos para decorar sua casa ou seu escritório. 

Veja algumas ideias interessantes de como fazer desde pequenos detalhes que enfeitam até aproveitamento de vãos que guardam objetos e auxiliam na organização.

Simplicidade:A elegância mora nos detalhes e na síntese. Um rasgo bem usado, sem maiores excessos, apenas salientado pelo uso de cor e pequeno detalhe em madeira. Atentem para a iluminação nas laterais e em como o rodapé acompanha o rasgo.

Transparência e estrutura em madeira na nova loja da Apple na Tailândia

Uma grande árvore em madeira cercada por um fechamento em vidro é a aparência da maior loja da Apple na Tailândia. Projetada pelo renomado estúdio de Foster + Partners foi inaugurada em julho de 2020, em plena pandemia.

Batizada de Apple Central World, a loja tem um diâmetro de 25 metros e sua forma foi gerada por uma curva de Bezier 360 °, uma curva paramétrica usada em computação gráfica. Veja AQUI mais detalhes de como foi feito.

Todos sabemos que a Apple segue o conceito de se diferenciar em inovação e as suas lojas representam esse modo de se posicionar no mercado. Na nova loja asiática são usados 1461 perfis de carvalho branco europeu no revestimento da coluna de suporte do telhado. 


A aparência interna é de um grande tronco que sustenta a copa de madeira em balaço. Uma escada de aço inoxidável serve de conexão para os andares. O prédio tem um fechamento totalmente envidraçado o que permite a visão da cidade e a transparência externa para quem vê o prédio que se mostra e convida ao…

Buhais Geology Park, inspiração em ouriços de 65 milhões de anos

O Buhais Geology Park é um local de magnífica importância pré-histórica e geológica, localizado nos Emirados Árabes Unidos. Há evidências científicas de que foi um mar cerca de 65 milhões de anos atrás. Para expor as coleções de fósseis marinhos e outros objetos relevantes da eras da Pedra, Bronze e Ferro, o escritório Hopkins Architects projetou cinco interessantes espaços circulares, interconectados e que servem para acomodar não apenas as áreas de exposição, mas também várias instalações para visitantes, entre elas um teatro e um café. 


Segundo o site dos arquitetos, a inspiração para a forma dos espaços de exposição foram os ouriços fossilizados. Para não causar muitos danos ao meio ambiente, as edificações "foram projetados como estruturas de concreto pré-fabricado e apenas tocam levemente o solo em discos de fundação de concreto armado in-situ."



As estruturas de concreto são revestidas com painéis de aço coloridos para se adequarem à paisagem. Estes painéis, que dão a ap…

Wave House, debruçada na encosta como ondas no mar

Por onde se olha só se vê "cachotinhos" na Arquitetura. Emoldurados com vários materiais, porta gigantesca, uma que outra mudança, mas na forma quase tudo igual. Cansa, né. Talvez por isso esse projeto todo personalizado tenha me chamado a atenção. É único. Não obedece muitas fórmulas, aproveita uma vista maravilhosa no Rio de Janeiro e se debruça sobre o mar como ondas, a sua inspiração. Projeto de Mareines Arquitetura e Patalano Arquitetura

Um terreno estreito e magnifico, um projeto que aproveita a vista e usa a complexidade da cobertura de vigas curvas de madeira laminada para proteção contra o sol. Pilares de aço galvanizado suportam as vigas. 


Os espaços internos se estendem por quatro pavimentos, belamente decorados e unidos por escadas e elevador, quase todos privilegiando a vista sobre o mar e garantindo a privacidade dos moradores.


Gosto das soluções arquitetônicas que realmente se debruçam sobre o programa, sobre o terrenos e os condicionantes e vai além da receita d…