Estúdio com 30m2 tem construção econômica e resultado belo

Imagem
O  BAAQ  é um escritório de arquitetura mexicano que desenvolveu este projeto para um estúdio de descanso, o Chiapas Studio. Os requisitos eram economia na construção e manutenção. O resultado ficou muito interessante.  Com cerca de 30 m2 a construção aproveita a ventilação natural e como a região tem verões quentes, aproveitam a grande cobertura em bambu para criar uma varanda coberta para ser usada nos dias quentes. Para os dias frios, a parte inferior, com paredes de painéis de cimento e poliestireno de alta densidade, abriga como sala de estar.

Playground feito com material reciclado em mutirão

Espaços públicos pós grandes tragédias ambientais como terremotos sofrem pela falta de referenciais e dificuldades de reconstruir equipamentos urbanos. É o caso de L' Aquila , cidade histórica na Itália que sofreu um grande terremoto em 2009 que causou grande destruição.
Pois um grupo de estudantes e profissionais se uniu e projetou e construiu o PARCOBALENO , uma área de lazer que utiliza material reciclável junto às unidades de alojamento temporário na cidade. 

Como eles, eu também acredito que situações limite em que a falta de recursos e o estado de caos instalado pode gerar soluções criativas, baratas e relativamente fáceis de serem feitas, desde que contando com boa vontade e solidariedade. É a capacidade humana de transformar e renascer das cinzas, quando necessário. E contar com a capacidade de trabalho e cooperação dos estudantes, profissionais e moradores é sempre salutar em situações de pobreza de recursos.






Essa solução de auto construção e união de esforços já foi mostrada na Cidade para os cidadãos e cidadãos para a cidade. A oferta de locais para as pessoas se encontrarem é uma das necessidades de qualquer espaços urbano. Basta olhar nossas cidades e analisar quantos espaços temos próximos às nossas casas. 
 
Muitas cidades contam com parques urbanos, mas nem todos ao alcance da maioria dos habitantes, seja pela distância, seja pela falta de equipamentos disponíveis. Em locais que sofreram degradação urbana, esses locais se tornam ainda mais importantes pela possibilidade de propiciar agregação das relações sociais que sofreram consideráveis abalos.


O projeto tem como conceito a agregação e a criatividade. Os materiais utilizados são resíduos de construção, paletes, tubos de andaimes, materiais facilmente encontráveis e baratos. Todos reunidos e montados de forma modular, assumindo variadas formas e funções.

Uma maneira viável e rápida de prover áreas de lazer para populações carentes que não tem tempo para esperar soluções de mais longo prazo. É agora que eles precisam socializar. Uma boa ideia de prática a ser usada em tantas áreas carentes de nossas cidades.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ideias de como usar nichos para decorar seus espaços

Gavetas e detalhes que fazem diferença na cozinha

10 ideias de almofadas e afins para gateiros