6 de jun de 2013

Árvore cortada vira projeto inovador

Os escritórios Visiondivision e Anders Berensson foram contratados pelo Museu de Arte de Indianápolis para fazer um quiosque que fosse inovador em um parque. O resultado é impactante e vemos abaixo.

O conceito do projeto parte do pressuposto que tudo é feito a partir de outra coisa, e nesse caso a matéria prima foi um grande tronco de árvore. E segundo os autores, 

o " projeto é sobre a tentativa de colher algo tão suavemente quanto possível, de modo que a fonte do que se colhe é apresentada de uma forma pura, pedagógica e respeitosa tanto para a própria fonte como para todos os visitantes do prédio."
A matéria prima foi uma enorme álamo amarela, árvore típica da região, que foi cortada, transportada e transformada em um uso lúdico e que remete à natureza.
Feito o corte, a árvore foi levada de caminhão para o parque e usada como eixo principal do prédio. Sua casca foi retirada. A casca foi seca, esterilizada e transformada em telhas que recobriram a estrutura do quiosque.
 O tronco descascado foi cortado em locais estratégicos para servir de estrutura ao quiosque e servir de apoio aos balanços que as crianças futuramente iriam usar. A madeira cortada foi aproveitada nos móveis e luminárias.





 Fonte