Pular para o conteúdo principal

Nossa relação com os objetos. Acumular demais...


Acumuladora. Eu sou uma assumida. Tenho dificuldade de colocar recordações fora. Já fiz várias coleções: postais, cartas, elefantes (os de enfeite!), miniaturas de perfumes....

Tenho um sonho recorrente em várias épocas de minha vida onde vou ter que partir, sem volta, e tenho que escolher o que levar. Isso sempre me causou angústia, era quase um pesadelo. Escolher o indispensável e deixar o acúmulo sempre me foi difícil.

Obviamente minhas casas não são minimalistas. Meus espaços refletem essa minha personalidade. As paredes são cheias, as mesas também. Mas...

E quando isso deixa de ser uma característica para virar uma patologia ? Isso tem um nome: Em inglês Hoarding (Colecionismo) é definido como "a compra compulsiva, adquirir, pesquisar e salvar de itens que têm pouco ou nenhum valor". 



Acima vemos uma exposição que mostra o que foi encontrado em uma casa de quem sofria desse problema. A própria definição de guardar coisas consideradas sem valor para a maioria das pessoas já difere das coleções. A organização também. Lógico que para a pessoa acumuladora compulsiva os objetos tem valor. Ela necessita deles e há várias explicações (carência, pais rígidos, privação em alguma época da vida).     


Eu já tive oportunidade de conhecer um caso desses. É inimaginável conceber que pessoas possam viver no meio do lixo. Mas nesse caso, nem esse era descartado. Foi mais ou menos como o caso dos Irmãos Collyer que foram encontrados mortos no meio de montanhas de objetos, um deles esmagado.  Portanto é bom ficar atento aos sintomas para alertar a si mesmo ou a outros que possam vir a desenvolver a patologia.

Vejam abaixo alguns comportamentos que podem indicar uma predisposição para ser um acumulador compulsivo que é uma forma de transtorno. 

  • Incapacidade de jogar fora objetos
  • Muita ansiedade ao tentar descartar itens
  • Dificuldade de organozação desses objetos (o que difere do colecionador)
  • Não saber onde colocar ou que manter 
  • Sentir vergonha ou angústia por manter esses objetos 
  • Suspeitar de que outras pessoas estejam manipulando seus objetos
  • Pensamentos obsessivos e ações: o medo de ficar sem um item ou de precisar dele no futuro
  • Verificar o lixo para procurar objetos descartados acidentalmente
  • Deficiências funcionais, incluindo a perda de espaço de vida, o isolamento social, a família ou a discórdia conjugal, dificuldades financeiras, problemas de saúde

Muitos desses traços podem ser encontrados em quem acumula não apenas objetos. Pensem nos viciados em informação e/ou interação em redes sociais ou internet. Tudo o que passa do limite de nossa vontade e que não conseguimos administrar acaba por ser considerado um problema em nossas vidas. 

Leia mais
Será que meu pai é um acumulador compulsivo?
Hoarding ou acumulador compulsivo saiba mais
Mais sobre hoarding
Setores responsáveis pelo tratamento - SUS

PS: Esta postagem nasceu de uma conversa com a Samantha Shiraishi que me alertou sobre a gravidade e importância de falar sobre isso. Obrigada Sam!


Irmãos Collyer / Collyer Brothers from Alfeu França on Vimeo.

Comentários

  1. Bem explicativo o video.Realmente o acumulo de coisas sem uma finalidade,simplesmente pelo fato de guardar,acumular quantidade de tralhas, caracteriza um comportamento doentio.Um disturbio de personalidade que tende a tornar-se mais grave a medida que o tempo vai passando e outras doenças senis se agregam a este, a medida que o sujeito envelhece,tornando-0 mais impotente para libertar-se e começa a piorar Vejo de extrema importancia a familia ,nestes casos que deve estar atenta as manias do idoso
    e verificar até que ponto o comportamento é considerado "normal" e quando começa a demonstrar patologia.Parabéns pelo texto,realmente é um alerta a sociedade,poucos são os que se detem nestes casos.Passa despercebido, por ser confundido com mania.

    ResponderExcluir
  2. Não sei se você conhece, mas existe uma série muito boa de documentários chamado Hoarders, que acho que no Brasil foi traduzido para "Acumuladores" mesmo. É um problema realmente assustador.

    ResponderExcluir
  3. Amiga, vi um caso da pessoa ocupar a garagem com tralhas e o carro ter que ficar na rua.

    Eu também preciso me policiar. (lembrando do feng shui sobre energia que não circula não faz bem)

    Excelente Semana!

    bjks

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Sua opinião é super importante para nós ! Não nos responsabilizamos pelas opiniões emitidas nos comentários. Links comerciais serão automaticamente excluídos

Postagens mais visitadas deste blog

Ideias de como usar nichos para decorar seus espaços

Aproveitando nichos para decorar sua casa ou seu escritório. 

Veja algumas ideias interessantes de como fazer desde pequenos detalhes que enfeitam até aproveitamento de vãos que guardam objetos e auxiliam na organização.

Simplicidade:A elegância mora nos detalhes e na síntese. Um rasgo bem usado, sem maiores excessos, apenas salientado pelo uso de cor e pequeno detalhe em madeira. Atentem para a iluminação nas laterais e em como o rodapé acompanha o rasgo.

Transparência e estrutura em madeira na nova loja da Apple na Tailândia

Uma grande árvore em madeira cercada por um fechamento em vidro é a aparência da maior loja da Apple na Tailândia. Projetada pelo renomado estúdio de Foster + Partners foi inaugurada em julho de 2020, em plena pandemia.

Batizada de Apple Central World, a loja tem um diâmetro de 25 metros e sua forma foi gerada por uma curva de Bezier 360 °, uma curva paramétrica usada em computação gráfica. Veja AQUI mais detalhes de como foi feito.

Todos sabemos que a Apple segue o conceito de se diferenciar em inovação e as suas lojas representam esse modo de se posicionar no mercado. Na nova loja asiática são usados 1461 perfis de carvalho branco europeu no revestimento da coluna de suporte do telhado. 


A aparência interna é de um grande tronco que sustenta a copa de madeira em balaço. Uma escada de aço inoxidável serve de conexão para os andares. O prédio tem um fechamento totalmente envidraçado o que permite a visão da cidade e a transparência externa para quem vê o prédio que se mostra e convida ao…

Buhais Geology Park, inspiração em ouriços de 65 milhões de anos

O Buhais Geology Park é um local de magnífica importância pré-histórica e geológica, localizado nos Emirados Árabes Unidos. Há evidências científicas de que foi um mar cerca de 65 milhões de anos atrás. Para expor as coleções de fósseis marinhos e outros objetos relevantes da eras da Pedra, Bronze e Ferro, o escritório Hopkins Architects projetou cinco interessantes espaços circulares, interconectados e que servem para acomodar não apenas as áreas de exposição, mas também várias instalações para visitantes, entre elas um teatro e um café. 


Segundo o site dos arquitetos, a inspiração para a forma dos espaços de exposição foram os ouriços fossilizados. Para não causar muitos danos ao meio ambiente, as edificações "foram projetados como estruturas de concreto pré-fabricado e apenas tocam levemente o solo em discos de fundação de concreto armado in-situ."



As estruturas de concreto são revestidas com painéis de aço coloridos para se adequarem à paisagem. Estes painéis, que dão a ap…

Wave House, debruçada na encosta como ondas no mar

Por onde se olha só se vê "cachotinhos" na Arquitetura. Emoldurados com vários materiais, porta gigantesca, uma que outra mudança, mas na forma quase tudo igual. Cansa, né. Talvez por isso esse projeto todo personalizado tenha me chamado a atenção. É único. Não obedece muitas fórmulas, aproveita uma vista maravilhosa no Rio de Janeiro e se debruça sobre o mar como ondas, a sua inspiração. Projeto de Mareines Arquitetura e Patalano Arquitetura

Um terreno estreito e magnifico, um projeto que aproveita a vista e usa a complexidade da cobertura de vigas curvas de madeira laminada para proteção contra o sol. Pilares de aço galvanizado suportam as vigas. 


Os espaços internos se estendem por quatro pavimentos, belamente decorados e unidos por escadas e elevador, quase todos privilegiando a vista sobre o mar e garantindo a privacidade dos moradores.


Gosto das soluções arquitetônicas que realmente se debruçam sobre o programa, sobre o terrenos e os condicionantes e vai além da receita d…