8 Tiny cabanas para inspirar sua alma

Imagem
Na esteira das mudanças de anseios pelas quais passa a humanidade, vemos o incremento das chamadas " tiny houses ". Tiny vem do inglês muito pequeno, e assim foram batizaram casas ou cabanas com pouquíssimo espaço e muito aproveitamento. Seja para casas de veraneio, espaço de trabalho ou mesmo para residir, a experiência de viver apenas com o indispensável, parece ser das tendências mais interessantes dos tempos atuais. Até porque contrapõem de maneira bastante enfática toda uma sociedade de excessos em consumo e usos. Separei aqui 8 exemplos de tiny cabanas que são altamente inspiradoras para alimentar essa ideia de forma prática. Muitas delas são vendidas como forma pré-fabricada.  A primeira delas é  aVOID . Com 8 metros quadrados, o jovem arquiteto Leonardo di Chiara projetou uma pequena casa, inspirada em barcos de sua infância.   Pode ser acoplada a um trailer e, por meio de dobragens consegue múltiplas possibilidades de uso. E ainda conta com um mirante/janela na parte

Projeto Arquiteto de Familia

Um projeto que ajuda a desmistificar a ideia de que o profissional Arquiteto é um profissional de luxo é o Projeto Arquiteto de Família. Uma ideia encampada pelo CAU RJ a partir de uma proposta de Marco Fonseca e Mariana Estevão e levada a diante por equipes multidisciplinares de levar assistência técnica a comunidades carentes, ajudando a resgatar a dignidade da moradia.

Esse programa da ONG Soluções Urbanas e Instituto Vital Brazil conta com várias parcerias como lojas de construção e empresas como a Tetra Pak que doará telhas de material reciclado de seus produtos. Os moradores da comunidade podem nessas Feiras de Trocas Solidárias trocar suas embalagens longa vida por essas telhas que são mais leves que as comuns e segundo Fernando Von Zuben, Diretor de Meio Ambiente da Tetra Pak, também oferecem melhor conforto térmico, já que reduzem em 30% a passagem de calor. 

Fonte
Já falei aqui sobre o uso de telhas Tetra Pak no Forum Social de 2005 e sobre o seu uso agora por um colega em São Paulo. E estava lendo também sobre uma nova tecnologia espanhola que prevê o aproveitamento de toda a embalagem das longa vida. Muito bom porque já houve tempo em que era muito difícil essa reciclagem.

E por isso meu aplauso para iniciativas como essas que não apenas possibilitam essa troca solidária como resgata o trabalho social do arquiteto para implementar melhorias urbanas e ajudar as famílias a realizar seu sonho de morar melhor.  

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ideias de como usar nichos para decorar seus espaços

Gavetas e detalhes que fazem diferença na cozinha

10 motivos para NÃO fazer arquitetura