Publicidade

Postagem em destaque

10 Lições que aprendi na faculdade de Arquitetura

Recebo algumas correspondências falando de como os leitores gostaram dessa ou de outra postagem aqui do blog. E sempre fico super feliz! É ...

2015/10/24

Como utilizar cortinas na decoração

Hoje temos postagem de convidados. O Cesar Fernandes da Tibério Construtora
vai nos falar sobre como utilizar cortinas na decoração.
 

Cortinas

Cortinas são fundamentais para diversos ambientes do seu lar. Além de transmitir uma sensação de amplitude ajudam a controlar a entrada de luz. E ainda dão um up no visual de qualquer ambiente. A decoração com cortinas pode parecer óbvia, mas é uma das formas mais práticas de renovar um ambiente.

Tamanho

Cortinas
Para causar uma sensação de amplitude invista nas cortinas que começam pelo menos 15 cm antes da borda da janela e vão até o chão. Na verdade o tamanho vai depender muito do ambiente. Há casos em que pode-se usar todo o vão da parede. A altura que ela fica do piso da sua casa pode ser de sua escolha mas como o objetivo é dar um ar de maior extensão para a parede, recomenda-se que fique junto ao piso. Leve em conta que há tecidos que podem encolher em lavagens. As vezes é melhor fazer um pouco maiores para que não fiquem pequenas na manutenção. 
Cortinas

Cores

Não existe uma regra que diga que as cortinas claras são ideais. Mesmo que elas de fato proporcionem suavidade e leveza para um ambiente mais contemporâneo, as que possuem tons escuros também são muito atraentes. A única preocupação é que a exposição constante ao sol pode desbotá-las. Para evitar este desconforto, procure investir em materiais pré lavados e forro de tergal de poliéster.
Cortinas
Apesar de não existir uma regra para a utilização de cores, recomenda-se que os tons escuros não sejam colocados em ambientes muito carregados e nem muito fechados. Os tons mais fortes acabam deixando um ambiente menos aberto e menos leve. Guarde-os para espaços amplos e para ambientes com pouca decoração.

Materiais

Tenha em mente que os sintéticos são mais resistentes ao sol, e o linho 100% poliéster dá um efeito mais opaco. Mas nada impede de utilizar fibras naturais, como gazes de linho de trama mais fechada, puros ou mistos para ocasiões especiais. A seda é interessante também, mas por ser um tecido mais nobre, acaba sendo mais utilizada em xales, que são tecidos com uma menor extensão que as cortinas em si, mas que servem para sobrepor delicadamente suas laterais.

Combinações

Caso opte por cortinas com estampas, pense em suas variedades, desde alto relevo como serigrafia. Uma regra básica que pode ajudar na hora de escolher a melhor estampa é combiná-la com as cores dos outros móveis. Elas podem ser semelhantes ou iguais, lembre-se apenas de manter uma unidade entre elas, seja por um desenho comum ou pela tonalidade.

Cortinas

Você pode também combinar persianas com xales. Como geralmente as persianas são claras, o legal é utilizar uma tonalidade um pouco mais escura para dar contraste. Além disso, existe a opção entre varões e trilhos para a movimentação das cortinas. Os varões compostos por argolas são esteticamente mais atraentes, porém dificultam na movimentação, enquanto nos trilhos a cortina desliza facilmente, mas sua aparência pouco atrativa faz com que geralmente seja escondido por cortineiros (bandôs) de gesso ou madeira.


Cotinas


Esse post foi uma colaboração do Cesar Fernandes da Tibério Construtora, de São Paulo.

Fonte das imagens

Outras postagens da Tibério Construtora

Decorando seu espaço com caixotes
Coifa, exaustor ou depurador 

Comentários
0 Comentários

Publicidade

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More