Publicidade

Postagem em destaque

10 Lições que aprendi na faculdade de Arquitetura

Recebo algumas correspondências falando de como os leitores gostaram dessa ou de outra postagem aqui do blog. E sempre fico super feliz! É ...

2015/06/10

ZEF - uma mesa que condiciona o ar de forma passiva

Uma mesa que armazena e libera calor. E com uma aparência de extrema leveza. É o que vemos na ZEF, uma mesa com uma elevada inércia térmica. Projeto de Raphaël Ménard e Jean-Sébastien Lagrange
Mesa que usa material PCM
Como funciona? Usando o que chamam de materiais PCM - ou MMF (material de mudança de fase). Mudança de fase é exatamente aquilo que aprendemos no colégio, quando um material passa de um estado para o outro, conforme aumenta ou diminui a temperatura e/ou pressão. No caso foram usados uma prancha de carvalho maciço que é bom isolante e na parte de baixo um ótimo condutor na forma de folhas de alumínio anodizado. O alumínio é dobrado para que a permuta de calor no ambiente seja maior e para garantir maior rigidez na prancha. 

Materiais de mudança de fases (PCM) têm a função de regular as
flutuações de temperatura. Eles absorvem ou liberam calor sem que sua temperatura sofra qualquer variação. (fonte)
Esta combinação permite que a ZEF consiga uma economia da ordem de 60% para aquecimento e 30% para arrefecimento. Um condicionador de ar passivo, sem gastos energéticos, o que é muito bom. 

Mesa que usa material PCM

Mesa que usa material PCM
Embora os materiais que mudam de fase sejam conhecidos pelos homens faz muito, agora é que a pesquisa tem se intensificado e a previsão é que o seu uso seja incrementado de forma substancial nos próximos anos. 

“Há dez anos, quando argumentei a favor do desenvolvimento de materiais que mudam de fase, ninguém estava interessado. Agora parece que não conseguimos desenvolver esses materiais suficientemente rápido”Jan Kosny, do Centro Fraunhofer para Sistemas de Energia Sustentável de Cambridge, Massachusetts (fonte)

FONTE

Leia aqui um estudo sobre novos materiais de mudança de fase
e no video abaixo um exemplo de estudo do uso desses materiais em robôs metamórficos. Além da maleabilidade, a grande vantagem é terem um custo baixo, o que pode vir a tornar o estudo em realidade em alguns anos. 
O material é uma estrutura em formato de grelha de espuma 3D revestida de cera. A espuma pode ser comprimida em um espaço pequeno e sempre volta ao tamanho normal. A cobertura de cera é o que permite que o material alterne entre as fases: em temperatura normal ele fica rígido, mas quando aquecido ele amolece e permite que a estrutura seja “amassada”. Essa variação de temperatura pode ser conseguida com um circuito elétrico aplicando uma variação de corrente ao material.






Gostou? Compartilhe com seus amigos!

Curta no Facebook  Assine no Flipboard

Comentários
0 Comentários

0 Opiniões:

Publicidade

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More