Publicidade

Postagem em destaque

10 Lições que aprendi na faculdade de Arquitetura

Recebo algumas correspondências falando de como os leitores gostaram dessa ou de outra postagem aqui do blog. E sempre fico super feliz! É ...

2013/01/26

Banquete na Torre de Babel

Fonte
O que fazer em uma quinta a noite de janeiro em Porto Alegre? 

Conhecer um pouco mais a Babilônia, sua escrita e seu cotidiano. E tudo isso regado a bons vinhos, excelente comida e ainda conhecendo pessoas cultas e interessantes. 

Como? 

Indo a um Banquete Clio.

Quando se fala em Babilônia logo nos vem a mente os jardins suspensos. Ao lado uma representação do que se imagina que tenham sido. Mas não foi sobre eles que a Dra. Kátia Pozzer nos falou e sim sobre a escrita e de como se formavam os verbos ou palavras a partir de outras. Algo assim como pegar os símbolos de boca e mão e gerar o verbo - rezar ou orar. E uma das mais lindas, o que seria a descrição de um chefe de cozinha: aquele que torna uma comida bonita. Perfeito!
E através dessa descrição nos passava um pouco da cultura daquele povo. 

Porta de Ishtar
Eu sou uma apaixonada por História, principalmente a história do cotidiano, de como a gente pode sentir que se formavam as sociedades, como elas viviam, o que valorizavam. Não consigo conceber estudar uma obra ou uma cidade sem a situar na sua cultura e no seu tempo.

Uma relação muito interessante que ouvi lá é que as portas (e Babilônia tinha várias) representavam para as cidades mesopotâmicas o mesmo que a Ágora para as gregas. Era o ponto de reunião, o compartilhamento. E eram majestosas ! Os povos desse local inventaram a técnica do tijolo esmaltado (a origem dos azulejos que veio até nós brasileiros via Portugal que o herdou dos árabes que habitaram as regiões próximas). 


Zigurate inspirou a sobremesa
As construções mais conhecidas para nós são os zigurates. Montanhas de tijolos, com uma imensa escadaria, que levava a um templo na parte superior. Esses prédios tinham como objetivo aproximar homens e deuses, tornar possível a que esses últimos pudessem descer com maior facilidade para cuidar dos humanos.

A comida era refinada, a base de grãos e existem muitas indicações de receitas da época. Vimos imagens de conjuntos de mesa, inclusive uma panela coador, já que muitas de suas comidas exigiam que se tirasse o caldo. Sua bebida básica era a cerveja. E o vinho era um alimento nobre e representado pela simbologia do bem viver. 

Impressionante o apuro dos objetos, dos afrescos em alto relevo. Uma civilização fantasticamente sofisticada.

Palestrante - Dra. Kátia Pozzer Cidades Mesopotâmicas - História e Representações

E após a palestra fomos brindados com um banquete maravilhoso, cujas fotos e descrição coloquei abaixo.      


Gastronomia - Leonardo Magni e Liliana Andriola.

Cardápio

Coquetel de boas-vindas | Portal de Ishtar

Espetinho de tâmara e bacon
Tostada de queijo de cabra e maçã confitada
Espetinho de porco, repolho e cebola cristal

Entrada | Salada Assíria

Salada de grãos, peixe branco curado, avelãs e frutas secas com vinagrete de romã
Harmonização: Riesling Trocken Anselmann | Vinícola: Anselmann – Pfalz, Alemanha

Prato principal | Risoto Babilônia

Risoto de camembert com uvas frescas, amêndoas e lascas de cordeiro
Harmonização: Rejadorada Roble | Vinícola: Bodega Rejadorada – Toro, Espanha

Sobremesa | Delícias de Nínive
Crocante de mel, sorvete de iogurte com passas de pera Harmonização: Espumante Joaquim Blanc de Noir Brut | Vinícola: Villa Francioni – São Joaquim, Brasil


E uma das coisas mais bacanas desses encontros é a oportunidade de conhecer pessoas fantásticas já que as mesas são de dez lugares. Ontem fui sozinha e ao final da sobremesa já tinha conversado e descoberto dicas ótimas que compartilho com vocês:

E fica aqui uma pergunta: Aprender História não deveria sempre ser uma atividade lúdica, algo que desperte todos os sentidos? Não precisa ser um banquete sempre, mas usar recursos que despertem a curiosidade, o interesse, o se sentir dentro dos acontecimentos?


Fontes das fotos http://marciag-arte.blogspot.com.br/2010/04/arte-mesopotamica.html
http://rlpsiqueira.blogspot.com.br/2010/05/porta-de-ishtar.html
Fotos do banquete Elenara Stein Leitão

Comentários
0 Comentários

0 Opiniões:

Publicidade

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More