Publicidade

Postagem em destaque

10 Lições que aprendi na faculdade de Arquitetura

Recebo algumas correspondências falando de como os leitores gostaram dessa ou de outra postagem aqui do blog. E sempre fico super feliz! É ...

2011/11/21

Tadao Ando - uma biografia

Estou lendo a biografia de Tadao Ando, arquiteto japonês, ganhador do Prêmio Pritzker de Arquitetura de 1995. Uma das maneiras de aprender Arquitetura é ler sobre grandes arquitetos, conhecer suas obras e particularmente, suas vidas e o que norteou suas criações.


Particularmente gosto demais de autodidatas, caso de Tadao Ando. Por vezes acho que a academia pode engessar muito da criatividade das pessoas. Mas vejam bem. Para ser autodidata, prescindir do ensino formal e chegar a ser um dos maiores arquitetos de seu tempo, uma pessoa como Tadao teve que percorrer um longo caminho de aprendizagem e estudo. Ele aprendeu oficios em sua juventude, ele tentou assistir aulas formais, ele leu o que havia sobre Arquitetura. E, super importante, viajou. Foi a outros locais, outras culturas e voltou ainda com mais garra e cheio de garra para colocar em práticas SUAS ideias.


4x4 House by Ando
E como todo arquiteto jovem, começou com residências. E espaços muito pequenos onde construí-las. E aprendeu a fazer mais do menos que dispunha. 

 "Em todos os meus trabalhos , a luz é um fator importante que controla "


Usando com maestria a luz, o concreto, as formas sua arquitetura tem força e ao mesmo tempo nobreza. Transmite austeridade (traço de sua cultura talvez) e beleza. 


 "Eu crio espaços fechados, principalmente por meio de grossas paredes de concreto. A razão principal é criar um lugar para o indivíduo, uma zona para si mesmo dentro da sociedade. Quando os fatores externos do ambiente de uma cidade exigem a parede a ser sem aberturas, o interior deve ser especialmente plena e satisfatória. "


Awaji yumebutai by Ando


Sketches by Ando

Novo Museu de Arte Moderna - Fort Worth by Ando

Church of the light by Ando
 Uma de suas obras que mais gosto é essa igreja. Nada mais correto que ser chamada de igreja da luz. Já li em algum local que ele, apesar de oriental, projetou igrejas belíssimas. E soube usar a luz como elemento de transcendência, de ligação entre o divino e o humano. Gosto dessa força de linguagem, eu me sentiria muito próxima de algo superior dentro dessa igreja.

“Passaram-se quarenta anos desde que comecei a trabalhar com arquitetura, e nesse ínterim a sociedade e as condições que envolvem as construções mudaram substancialmente. Mas minha postura essencial de ver a arquitetura como uma espécie de guerrilha contra o ambiente urbano permanece imutável.” 

Tadao Ando

Comentários
4 Comentários

Publicidade

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More