Publicidade

Postagem em destaque

10 Lições que aprendi na faculdade de Arquitetura

Recebo algumas correspondências falando de como os leitores gostaram dessa ou de outra postagem aqui do blog. E sempre fico super feliz! É ...

2013/07/26

Projetando espaços para crianças

Projetar para crianças sempre exige uma dose de criatividade em lidar com o espaço. Além dos cuidados com segurança, acessibilidade, cuidado com pontas agudas, entre outros, os ambientes devem ser lúdicos exatamente para aguçar a imaginação e criatividade inatas dos pequenos. As vezes nem tão pequenos mais... 

Vivemos em uma época muito virtual. Nossas crianças são acostumadas à estímulos visuais e de informações desde muito pequenos. E por isso a oferta de ambientes que os chamem à atenção e despertem sua curiosidade se torna muito, muito importante.
Fonte
Fonte
Na primeira foto lá de cima vemos o provador de uma loja infantil. Adorei a referência à Mondrian. Unir arte de forma sutil educa as crianças no aspecto estético e artístico. 

O centro infantil da foto seguinte é absolutamente maravilhoso. Oferece livros e brinquedos em um local de descobertas e cor! Eu me senti em um mundo de fantasia. Formas e cores se mesclam ao branco das paredes e estruturas de madeira bem harmoniosa
Fonte
Fonte
Esse quarto infanto-juvenil me chamou a atenção pela madeira e formato meio desordenado, mas com harmonia. Sabe como é? Mas analisando o projeto de maneira mais integral achei um pouco altas as prateleiras, de difícil acesso às crianças. Para um dormitório isso me parece meio perigoso. Mas o efeito estético ficou bem interessante.
Fonte
O que gostei muito nesse centro educacional aí embaixo foi o mobiliário. Essa câmara mistura de prateleira e sofá/caverna me pareceu um sonho para ler e sonhar. A leitura nos proporciona voos de imaginação que nada mais consegue igual. Nossa mente cria os ambientes que lê, as cores, os semblantes das pessoas, os cheiros...não é a toa que as versões filmadas de livros nunca chegam aos pés de nossa criação interna.
Fonte
E por fim essa graça de clínica odontológica infantil. Quando eu era criança se espalhavam dois medos na gente: medo da matemática e medo do dentista! A gente miúda sofria com a visão daqueles consultórios cheios de máquinas de tortura, a começar pela broca que fazia barulho. Mas vejam só, se fosse hoje e nesse ambiente aí de baixo, se não daria vontade de cuidar dos dentes toda a semana? Cores legais, móveis transados e prontos para brincar, cadeira com filmezinho para ver, tudo de bom!
Fonte

Fonte

Comentários
0 Comentários

0 Opiniões:

Publicidade

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More