Publicidade

Postagem em destaque

10 Lições que aprendi na faculdade de Arquitetura

Recebo algumas correspondências falando de como os leitores gostaram dessa ou de outra postagem aqui do blog. E sempre fico super feliz! É ...

2015/04/06

Atividade física, onde nas cidades?

06 de abril é o dia Mundial da Atividade Física. Tenho algumas décadas de vida e não me lembro de tamanha promoção do bem estar físico, especialmente da movimentação. O corpo passou a ser um foco de nossas preocupações diárias. Mas mais que a perfeição ou o ideal de beleza da moda, a atividade física é fundamental na nossa saúde. Não é debalde a preocupação dos governos e empresas com ele. Afinal prevenir é muito mais barato que remediar. Já aprendi em palestras que um gordinho que se mexe será provavelmente mais saudável que um magro sedentário.


Com tanta preocupação não é de admirar a oferta de academias em nossas cidades. Mesmo a venda de aparelhos para usarmos nos edifícios ou em nossas casas aumentaram nos últimos anos. Mas....fico pensando se a oferta de áreas e parques públicos onde possamos nos exercitar sem gastar seriam em número suficiente. Pelo menos para a maioria da população urbana. Geralmente as maiores e mais bem equipadas área públicas são localizadas em áreas centrais e/ou mais nobres das cidades. Áreas onde os moradores detém um maior poder aquisitivo e teoricamente poderiam pagar por exercícios em locais especializados.

Academias grátis ao ar livre se tornam mais comuns em áreas públicas
Mas...e as pessoas que vivem em áreas mais distantes e/ou mais carentes de infra estrutura? Nossas cidades estão oferecendo locais onde essas populações possam se movimentar de forma mais constante e mais econômica? Perto de suas casas? 

Aqui na minha cidade fiz uma rápida pesquisa e achei poucas áreas de parques localizadas em um bairros periféricos. E a oferta de equipamentos nessas é menor do que nos demais parques centrais.  As mais bem equipadas estão em áreas mais centrais ou consideradas mais nobres: Redenção, Parcão, Marinha do Brasil, Germânia. O Parque Chico Mendes localizado em área mais periférica, embora mais moderna, é mais carente em termos de infra estrutura para esportes. 

Prover nossas cidades de equipamentos urbanos e ruas que as capacitem para serem locais onde a maioria da população possa se exercitar de forma constante, segura e prazerosa parece ser uma prioridade a ser alcançada pelas administrações. Talvez como conclui um estudo sobre o tema na cidade "falte aos arquitetos e administradores municipais uma visão mais moderna do lazer ativo" sendo necessário um maior debate e a construção de indicadores esportivos para a construção de novos parques que sejam mais adequados às necessidades de atividade física da população.

Dia mundial da Atividade Física
Vamos praticar um esporte?
     

Comentários
2 Comentários

2 Opiniões:

Oi Elenara, ótimo o seu post. A preocupação com a atividade física está aumentando e a conscientização também, apesar de ainda ter pouca campanha a respeito. Eu adoro as "academias da terceira idade que tem nas praças aqui no Rio" eu mesma muitas vezes me exercitolá enquanto a Sofia brinca no parquinho, anda de patins, de bicleta, etc. Eu sinceramente não sei como é a situação nos bairros periféricos do Rio, mas na Zona Sul tem muita opção de praças com esses equipamentos.
beijos
Chris
http://inventandocomamamae.blogspot.com

Obrigada Chris!
Aqui também os equipamentos urbanos tem sido inaugurados, mas quase sempre nas zonas mais centrais. O que já é muito bom, mas torço para que essa oferta aumente nos bairros mais periféricos e consigam atender a maioria da população.
Adorei o comentário.
Beijos
Elenara

Publicidade

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More