Publicidade

Postagem em destaque

10 Lições que aprendi na faculdade de Arquitetura

Recebo algumas correspondências falando de como os leitores gostaram dessa ou de outra postagem aqui do blog. E sempre fico super feliz! É ...

2012/12/08

Estádios são mais que construções, são templos

Fotos projeto e construção da Arena Grêmio (fotos de Elenara Stein Leitão)

Me lembro até hoje a primeira vez em que assisti uma partida de futebol em um estádio. Foi no Olimpico Monumental, o estádio que se despediu de sua torcida em 2012. Gente, eu sou gremista, antes de ser arquiteta já era. Herdei essa paixão de meu pai que foi conselheiro e torcedor apaixonado pelo seu time. Foi com ele que fui ao campo. Tenho até hoje nos meus olhos a imagem daquele espaço lotado de gente. Fiquei tão fascinada por aquilo que me esqueci de ver o jogo. Quando saiu um gol, fiquei esperando pelo Replay (rssss...coisas de mulher dirão alguns, coisa de arquiteta digo eu). As imagens mais impactantes para mim nesses espaços são a massa. Um estádio cheio explodindo em gol. O silêncio de uma derrota...Consegue ver isso quem é torcedor, quem sente a emoção de um jogo. E duvido que alguém fique indiferente a milhares de pessoas vibrando, xingando, gritando.

Hoje escrevo enquanto ouço e vejo as imagens do dia de inauguração da Arena Grêmio, o novo estádio do Grêmio. Projeto do escritório Plarq Arquitetura. 

Passamos da época dos estádios para as arenas. Embora sejam templos para o torcedor, esses espaços tem que ser rentáveis e são, por isso mesmo, multiuso.  Espaços para eventos, shoppings, espaços de residência, tudo isso faz parte do projeto.

 
Mas o que faz com que se ergam esses mega empreendimentos? A Copa de 2014? Pode ser, mas essa moderna Arena nem vai ser estádio oficial do evento. O mega rival Internacional está reformando o seu Beira Rio e deve contar com um moderno complexo daqui um tempo. Creio que aqui em Porto Alegre a resposta esteja na paixão, naquilo que descrevi lá acima, na massa que entra dentro desse espaço e lhe dá vida. 

Mais que o comércio que rege o futebol e que sabemos, é furioso. Mais que o pragmatismo de jogadores e técnicos. Mais que a grandiosidade da construção, dos números em concreto, vidro, ferro e trabalho humano. Muito mais que isso, é quando as pessoas entram ali dentro e soltam seu grito de incentivo, vestem suas camisetas e se transformam em iguais na mesma torcida é que essas construções encontram sua vocação: a de serem templos de paixão.

E por isso achei linda essa propaganda da Coca (que é patrocinadora do Grêmio). Ela mostra porque houve uma comoção na torcida gremista com a despedida do Olimpico e com a inauguração da nova Arena. E reparem que o logotipo da marca está em preto. Não haveria espaço para colocar vermelho ali....rivalidade é rivalidade. E quem gosta de futebol vai entender isso. 

Comentários
0 Comentários

Publicidade

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More