Publicidade

Postagem em destaque

10 Lições que aprendi na faculdade de Arquitetura

Recebo algumas correspondências falando de como os leitores gostaram dessa ou de outra postagem aqui do blog. E sempre fico super feliz! É ...

2011/09/18

Casa com pequena pegada de carbono e forma criativa

Vi nesse site essa casa que tem uma pegada de carbono muito pequena e ela me chamou a atenção pelo seu aspecto estrutural bastante diferenciado. Projeto do escritório do Arquiteto Adrian James   de Oxford, Inglaterra. O telhado curvo maximiza o espaço interno e as grandes esquadrias em vidro aproximam a bela vista do interior. 


Muswell House






Fui ler mais sobre o trabalho desse escritório e, segundo o seu site, todas as decisões de projeto são baseadas em alguns princípios sustentáveis básicos
  • Pegada de carbono e redução de resíduos - A mais obvias das melhorias e que cobrem a redução no consumo de energia e no desperdício, seja na construção e na ocupação. Algumas medidas simples podem ajudar a conseguir esse resultado : Ventilação natural, iluminação natural, controle solar, isolamento, controles de iluminação, recuperação de calor de ventilação, troca de calor Geo-térmico, produção combinada de calor e geração de energia, aproveitamento de águas pluviais, energia eólica e segregação de resíduos e reciclagem

  • Biodiversidade e materiais de baixo impacto - Uso de telhados verdes, drenagem sustentável, uso de materiais reciclados, de origem local e  sustentáveis, pré-fabricação são algumas das decisões que norteiam esse aspecto.
  • Saúde e bem-estar - um edifício e seus sistemas operacionais podem ter um impacto importante sobre a saúde física e mental de seus ocupantes. A ventilação e iluminação natural, e contratação de mão de obra local podem auxiliar no bem estar geral. 


Outros projetos do escritório
  • Longevidade e flexibilidade -Embora o ideal fosse não construir, pode haver necessidade de novos edifícios, e nesse caso eles devem ser de fácil execução, de baixa manutenção e serem adaptáveis com o passar dos anos. A capacidade de um edifício bem sucedido para se adaptar e sobreviver depende da boa vontade dos seus proprietários. E de algumas decisões de usar materiais de baixa manutenção e duráveis, de um planejamento eficiente e acima de tudo de uma concepção humana, de uma arquitetura poética

Comentários
5 Comentários

5 Opiniões:

Concordo com todos os aspectos de sustentabilidade, requisito fundamental à qualquer bom projeto de arquitetura.

Os prédios são ecologicamente corretos, eficientes e têm uma estrutura interessante, mas não me agradam.

Acredito que faltou poesia, faltou um outro requisito básico à um bom projeto: a habilidade de emocionar.

Pois eu gostei plasticamente deles. Achei bem interessantes, me lembraram o aspecto fabril inglês e por isso os achei bem inseridos no seu meio ambiente. Mas a emoção é algo muito subjetivo e particular. Eu, por exemplo, admiro a técnica de Van Gogh, mas ele não me emociona.
Abraços

Verdade, emoção é muito subjetivo e particular. Pensando no estilo fabril, faz até mais sentido essa estética.

Fiz essa crítica porque tem vezes que me sinto muito incomodado, de ver projetos sustentáveis (até com certificação LEED platinum) mas que não têm bom cuidado estético.

É verdade, tem uns horríveis mesmo. Sou otimista, acho que com o tempo os projetos vão começar a conciliar beleza, sustentabilidade, economia e criatividade.
Abraços

Tomara que sim! Vamos ficar na torcida!
Um abraço

Publicidade

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More