14 de ago de 2011

Lições que aprendi com meu pai

Acervo Elenara Leitão
Aprendi entre outras coisas que trabalho se faz com prazer e aí deixa de ser trabalho e vira férias. Aprendi que estudar é primordial e que a gente deve sempre ter um dicionário por perto para pesquisar as dúvidas. Aprendi que se deve agradecer sempre - nunca vi meu pai dar uma ordem para alguém que não fosse precedida de um faz favor ou por obséquio, e um agradecimento posterior. Aprendi que as pessoas - todas - tem seu valor e que ninguém deve ser menosprezado. Que diploma é consequência e não meta. Aprendi a ser otimista.
Aprendi a respeitar o próximo e o seu espaço. Aprendi a ter gosto por ler. E a economizar: luz, água, papel. Tudo isso quando ainda ninguém falava em sustentabilidade.
Aprendi a torcer pelo seu time do coração. Com ele fui a estádios lotados e senti a vibração das vitórias. 
Aprendi que a vida é de quem a conquista com sabedoria e humildade. E perseverança. Aprendi a gostar de construir. Fizemos juntos algumas obras. E sempre achando que sabia mais que eu...
Dos seus 90 anos, convivi 54. E é ainda tão pouco porque ele a cada dia me ensina mais...
Obrigada Pai !